Sexta-feira, 29 de Agosto de 2008

Moto GP Grande Prémio da Républica de S. Marino

NOTA: Este Post será actualizado durante o fim de Semana, sempre que surjam noticias sobre os acontecimentos em Misano, assim contamos poder informar hoje mesmo sobre a classificação dos treinos livres em Moto GP, Sábado informaremos sobre a pole position definitiva e no Domingo estaremos "em cima do acontecimento" para mais uma vez sermos os primeiros a divulgar os resultados da prova rainha do motociclismo mundial. Obrigado pela vossa visita.

 

 

2008

 

Large animated Sammarinese flag clip art for a black background

 

GRANDE PRÉMIO DA 

RÉPUBLICA DE S. MARINO

 

GP Cinzano San Marino Riviera Rimini 2008

 

 

Dada a sua grande proximidade com a República de San Marino, o circuito recebe provas de automobilismo e de motociclismo, como Grande Prémio da República de San Marino. San Marino é uma pequena república/país que faz fronteira com a Itália!
O circuito internacional de Misano é, a par de Monza, Imola e Mugello, um dos traçados mais populares e espectaculares situado em território transalpino. Uma pista modificada e reestruturada muitas vezes para se adaptar aos tempos e responder às novas tecnologias e exigências do Mundo das corridas.
Oficialmente conhecido como Autódromo Santa Mónica, a sua construção foi aprovada em 1969, mas só em 1972 recebeu provas oficiais no seu asfalto.
No início, o traçado tinha uma extensão de cerca de 3488 metros. No entanto, em 1993 foi ampliada para os 4060 metros actuais e, a partir de então, tornou-se possível utilizar um ou outro "trajecto".
Nesse mesmo ano, teve inicio a primeira de duas fases de remodelação e acondicionamento que o complexo sofreu na década de 1990. Foi construído um novo edifício, muito mais amplo e moderno, para os escritórios e serviços do traçado e, ao mesmo tempo, aproveitou-se para dar mais espaço e um maior conforto às antigas e pequenas "boxes". A zona das "boxes" era assim ampliada de modo a que as equipas pudessem trabalhar confortavelmente.
Em 1998 a reestruturação de todas as instalações foi completada com um novo paddock de 40 metros de comprimento.
Três anos depois inaugurou-se uma das mais recentes obras arquitectónicas realizadas em Misano: a primeira tribuna Lotto, com capacidade para 5000 espectadores. Estas e outras intervenções menos importantes que anualmente são levadas a cabo no interior deste recinto, têm servido para manter o velho "Internazionale" de acordo com as exigências cada vez maiores dos novos tempos.
O complexo inclui, além da pista utilizada nos Grandes Prémios - tanto de MotoGP como de Superbikes -, um traçado de areia totalmente independente e autónomo, no qual se realizam provas do Campeonato Italiano de Motocross.
O traçado de Misano é bastante selectivo, visto que possui curvas de diferentes raios, várias forquilhas ("ganchos") e uma recta longa que tem a meio, uma grande curva que é negociada praticamente a fundo - à imagem do que acontece na 130R em Suzuka -. Tem em média 12 metros de largura que chegam aos 14 metros na via das "boxes".
Pelas suas características, é um circuito muito utilizado pelas equipas - tanto de motociclismo como de automobilismo - para realizar testes. Como curiosidade, podemos referir que o traçado de Misano é um dos poucos que se corre em sentido contrário ao do ponteiro dos relógios.
Desde o início do Campeonato do Mundo de Velocidade em 1949 até 1990, o Grande Prémio disputado em Itália, recebia o nome de "Grande Prémio das Nações". Disputou-se por 41 vezes com essa denominação das quais 26 foram em Monza, 7 em Imola, 5 em Misano e 3 em Mugello. Desde então, chama-se Grande Prémio de Itália e só em 1991 e 1993 o Autódromo Santa Mónica de Misano Adriático recebeu um Grande Prémio sob essa designação.
Em 2007, o traçado de Misano volta a acolher o Campeonato do Mundo de Velocidade, mas desta feita sob a designação de Grande Prémio da República de San Marino, visto que o Grande Prémio de Itália tem sido albergado pelo circuito de Mugello.
Dada a sua grande próximidade geográfica com a República de San Marino, o circuito recebe provas de automobilismo e de motociclismo, como Grande Prémio da República de San Marino. San Marino é uma pequena república/país que faz fronteira com a Itália!

 

 

 

MotoGP, 250cc e 125cc estarão em Misano, neste fim de semana, para a disputa do GP de San Marino.

 

Na categoria principal, Valentino Rossi ganhou as últimas duas corridas, em Laguna Seca e Brno, e aumentou sua vantagem na liderança do campeonato para Casey Stoner (237 para 187 pontos).

 

Na República Checa, com outro desempenho dominante, o australiano caiu e não terminouou a prova.
 
Confira o programa das três categorias em Misano, com todos os horários (hora TMG):
 
Sexta-feira, 29.ago
7h-7h45: 1º Treino Livre 125cc
8h-9h: 1º Treino Livre MotoGP
9h15-10h15: 1º Treino Livre 250cc
10h10-11h40: 1º Treino De Classificação 125cc
11h55-12h55: 2º Treino Livre MotoGP
13h10-13h55: 1º Treino De Classificação 250cc

Sábado, 30.ago
7h-7h45: 2º Treino Livre 125cc
8h-9h: 3º Treino Livre MotoGP
9h15-10h15: 2º Treino Livre 250cc
11h10-11h40: 2º Treino De Classificação 125cc
11h55-12h55: Treino De Classificação MotoGP
13h10-13h55: 2º Treino De Classificação 250cc

Domingo, 31.ago
6h40-7h: Warm up 125cc
7h10-7h30: Warm up 250cc
7h40-8h05: Warm up MotoGP
9h: Partida 125cc
10h15: Partida 250cc
12h: Partida MotoGP

 


 Sexta Feira dia 29

 
PRIMEIRO TREINO LIVRE
 
Casey Stoner começa na frente em Misano
Australiano da Ducati termina primeiro treino com apenas 0s002 para Edwards
 
Casey Stoner começou o fim de semana do GP de San Marino, em Misano, com tudo e cravou o melhor tempo da primeira sessão de treinos livres nesta sexta-feira.
 
O australiano da Ducati assinalou 1min35s422, terminando as actividades com apenas 0s002 de distância para o segundo colocado, Colin Edwards, seguido de Alex de Angelis.
 
Os quarto e quinto lugares ficaram por conta da dupla da Yamaha, respectivamente Jorge Lorenzo e Valentino Rossi, tendo este último figurado entre os três primeiros durante boa parte da sessão.
 
A primeira sessão em Misano não foi muito boa para a dupla da Repsol Honda.
                        
Nicky Hayden, que volta às pistas após se ausentar no GP da República Checa devido a uma lesão, terminou em sexto. Já Dani Pedrosa manteve sua sequência de maus resultados desde Laguna Seca finalizando em 14º.
 

Casey Stoner durante treinos livres em Misano

Casey Stoner crava o melhor tempo do primeiro treino livre

 

Confirme os tempos da primeira sessão de treinos em Misano:

1º. Casey Stoner (AUS/Ducati), 1min35s422
2º. Colin Edwards (EUA/Yamaha Tech 3), 1min35s424
3º. Alex de Angelis (RSM/San Carlo Honda Gresini), 1min36s145
4º. Jorge Lorenzo (ESP/Fiat Yamaha), 1min36s375
5º. Valentino Rossi (ITA/Fiat Yamaha), 1min36s464
6º. Nicky Hayden (EUA/Repsol Honda), 1min36s518
7º. Andrea Dovizioso (ITA/JiR Scot), 1min36s602
8º. Chris Vermeulen (AUS/Rizla Suzuki), 1min36s608
9º. James Toseland (ING/Yamaha Tech 3), 1min36s740
10º. Shinya Nakano (JAP/San Carlo Honda Gresini), 1min36s883
11º. Toni Elias (ESP/Alice Team), 1min37s099
12º. Randy de Puniet (FRA/LCR Honda), 1min37s196
13º. Loris Capirossi (ITA/Rizla Suzuki), 1min37s355
14º. Dani Pedrosa (ESP/Repsol Honda), 1min37s380
15º. Sylvain Guintoli (FRA/Alice Team), 1min37s534
16º. Marco Melandri (ITA/Ducati), 1min37s669
17º. Anthony West (AUS/Kawasaki), 1min37s929
18º. John Hopkins (EUA/Kawasaki), sem tempo

 

 

SEGUNDO TREINO LIVRE

 

Stoner mantém-se na ponta em Misano

Australiano voa e fecha segunda sessão livre com 0s616 para Valentino Rossi

 

Casey Stoner provou mais uma vez a superioridade da moto da Ducati nesta sexta-feira, quando cravou a melhor marca dos treinos livres para o GP de San Marino.
O australiano, que esteve a pelo menos oito décimos de distância do resto do pelotão durante boa parte da sessão, fechou com 1min34s806, melhorando em 0s616 em relação à manhã, quando também havia sido o mais rápido.
Líder do campeonato e vencedor das duas últimas etapas, o italiano Valentino Rossi não pôde acompanhar o ritmo do seu rival e terminou na segunda posição, a 0s418 de distância, seguido do compatriota Loris Capirossi, que foi o terceiro.
A dupla da Repsol Honda, Nicky Hayden e Dani Pedrosa, prosseguiu com o seu calvário em Misano.
Fora de forma desde seu acidente em Sachsenring, Pedrosa amargou com um modesto 12º. Já Hayden, que volta às pistas após ter estado ausente em Brno devido a uma lesão, sofreu um acidente na última curva do circuito durante sua tentativa final e terminou em 11º.
A exemplo do que aconteceu de manhã, John Hopkins teve que se ausentar dos treinos supostamente devido a uma lesão nas costelas.

 

Casey Stoner, piloto da equipe Ducati

Será que a boa forma se mantém nos treinos de qualificação amanhã?

Estaremos atentos para dar a melhor informação!


Confira os tempos da segunda sessão de treinos em Misano:

1º. Casey Stoner (AUS/Ducati), 1min34s806
2º. Valentino Rossi (ITA/Fiat Yamaha), 1min35s224
3º. Loris Capirossi (ITA/Rizla Suzuki), 1min35s377
4º. Randy de Puniet (FRA/LCR Honda), 1min35s620
5º. Chris Vermeulen (AUS/Rizla Suzuki), 1min35s743
6º. Jorge Lorenzo (ESP/Fiat Yamaha), 1min35s766
7º. Alex de Angelis (RSM/San Carlo Honda Gresini), 1min35s861
8º. Colin Edwards (EUA/Yamaha Tech 3), 1min35s913
9º. Shinya Nakano (JAP/San Carlo Honda Gresini), 1min36s100
10º. James Toseland (ING/Yamaha Tech 3), 1min36s105
11º. Nicky Hayden (EUA/Repsol Honda), 1min36s189
12º. Dani Pedrosa (ESP/Repsol Honda), 1min36s219
13º. Andrea Dovizioso (ITA/JiR Scot), 1min36s356
14º. Toni Elias (ESP/Alice Team), 1min36s425
15º. Sylvain Guintoli (FRA/Alice Team), 1min36s619
16º. Marco Melandri (ITA/Ducati), 1min37s096
17º. Anthony West (AUS/Kawasaki), 1min38s239
18º. John Hopkins (EUA/Kawasaki), sem tempo

 


 Sábado dia 30

 
TERCEIRO TREINO LIVRE

 

Stoner domina último treino livre em Misano

Australiano é o mais veloz em todas as sessões até agora em San Marino

 

Casey Stoner continua imbatível em Misano, San Marino. O australiano dominou o treino livre deste sábado, o último antes da sessão classificatória, e manteve aproveitamento total no fim de semana.
Simplesmente o piloto da Ducati impôs 0s711 sobre o segundo colocado, o rival directo pelo título Valentino Rossi. O italiano foi seguido de perto pelo companheiro de Yamaha Jorge Lorenzo, o que não tem acontecido freqüentemente desde os acidentes do espanhol.
Chris Vermeulen, o quarto, manteve-se entre os primeiros e foi melhor que Colin Edwards, o quinto. Daniel Pedrosa apagou uma sexta-feira má com uma sexta posição, na mesma balada de Loris Capirossi e Shinya Nakano.

Confira os tempos do terceiro treino:

1º. Casey Stoner (AUS/Ducati), 1min34s365

2º. Valentino Rossi (ITA/Fiat Yamaha), 1min35s076
3º. Jorge Lorenzo (ESP/Fiat Yamaha), 1min35s160
4º. Chris Vermeulen (AUS/Rizla Suzuki), 1min35s362
5º. Colin Edwards (EUA/Yamaha Tech 3), 1min35s425
6º. Dani Pedrosa (ESP/Repsol Honda), 1min35s520
7º. Loris Capirossi (ITA/Rizla Suzuki), 1min35s534
8º. Shinya Nakano (JAP/San Carlo Honda Gresini), 1min35s549
9º. Randy de Puniet (FRA/LCR Honda), 1min35s628
10º. Alex de Angelis (RSM/San Carlo Honda Gresini), 1min35s739
11º. Andrea Dovizioso (ITA/JiR Scot), 1min35s802
12º. Toni Elias (ESP/Alice Team), 1min35s853
13º. James Toseland (ING/Yamaha Tech 3), 1min36s047
14º. Sylvain Guintoli (FRA/Alice Team), 1min36s089
15º. Nicky Hayden (EUA/Repsol Honda), 1min36s203
16º. Marco Melandri (ITA/Ducati), 1min36s273
17º. Anthony West (AUS/Kawasaki), 1min36s957
18º. John Hopkins (EUA/Kawasaki), 1min37s346

 

 

TREINO CRONOMETRADO

 
Vice-líder do campeonato, Casey Stoner teve de enfrentar um jogo duro para desbancar Valentino Rossi e Jorge Lorenzo neste sábado. O italiano e o espanhol, companheiros de Yamaha, até tentaram, mas não conseguiram segurar o australiano, que largará na pole position pela sétima vez seguida na temporada em Misano, San Marino.
O actual campeão liderou largamente todos os treinos até agora, mas a sessão classificatória exigiu o máximo dele. Registou 1min33s378 e foi 0s510 mais rápido que o líder Rossi, mas a situação parecia indefinida até o último minuto, quando Stoner acabou com a graça da dupla da Yamaha.
Lorenzo chegou a ter a pole provisória para si, mas partirá da terceira posição, seu melhor resultado de grid desde o GP de Portugal de Abril, vencido por ele.
Randy de Puniet também chegou a liderar o treino, mas será o quarto. Toni Elias e Daniel Pedrosa completaram os seis primeiros colocados.
Loris Capirossi, na prova em que baterá o recorde de GPs disputados na motovelocidade, sairá de 11º. O italiano atualmente está empatado com o brasileiro Alexandre Barros.
Stoner tentará vencer o trauma de ter perdido as últimas duas provas para Rossi, mesmo tendo largado na pole, neste domingo, ao meio dia.
 
POLE POSITION
 
1º. Casey Stoner (AUS/Ducati), 1min33s378
2º. Valentino Rossi (ITA/Fiat Yamaha), 1min33s888
3º. Jorge Lorenzo (ESP/Fiat Yamaha), 1min33s964
4º. Randy de Puniet (FRA/LCR Honda), 1min34s236
5º. Toni Elias (ESP/Alice Team), 1min34s322
6º. Daniel Pedrosa (ESP/Repsol Honda), 1min34s398
7º. Chris Vermeulen (AUS/Rizla Suzuki), 1min34s461
8º. Shinya Nakano (JAP/San Carlo Honda Gresini), 1min34s494
9º. James Toseland (ING/Yamaha Tech 3), 1min34s652
10º. Colin Edwards (EUA/Yamaha Tech 3), 1min34s795
11º. Loris Capirossi (ITA/Rizla Suzuki), 1min34s926
12º. Sylvain Guintoli (FRA/Alice Team), 1min34s961
13º. Alex de Angelis (RSM/San Carlo Honda Gresini), 1min35s153
14º. Andrea Dovizioso (ITA/JiR Scot), 1min35s381
15º. Marco Melandri (ITA/Ducati), 1min35s418
16º. Nicky Hayden (EUA/Repsol Honda), 1min35s584
17º. John Hopkins (EUA/Kawasaki), 1min35s980
18º. Anthony West (AUS/Kawasaki), 1min37s047
 
A Pole é só para um, e em Misano pertence a Stoner
 
 Domingo dia 31
 
CORRIDA

 

Nicky Hayden não disputará o GP de San Marino

 

 

Depois de ter falhado a corrida de Brno, o Campeão do Mundo de 2006 Nicky Hayden vai ficar de fora pela segunda corrida consecutiva esta tarde em Misano, devido à lesão contraída no pé durante uma corrida de exibição em Los Angeles durante a paragem de Verão.

Hayden rodou contra as dores e qualificou-se em 16º para o Grande Prémio Cinzano de São Marino e da Riviera de Rimini – a pouco mais de dois segundos da pole de Casey Stoner.

O norte-americano não rodou no warm up deste domingo de manhã e a sua posição na grelha vai ficar vazia esta tarde enquanto ele descansa para garantir que o seu estado físico não piora antes da sua corrida caseira no Red Bull Indianápolis Grande Prémio dentro de duas semanas.

O `Kentucky Kid´ explicou a sua decisão, dizendo: `Com o passar do fim-de-semana as coisas foram piorando. Andei para trás nos treinos e perdi a força no meu pé. Podia aguentar e tentar correr e salvar alguma coisa, mas a verdade é que só estou a piorar as coisas para mim. Quando acordei esta manhã tinha um grande inchaço e era claro que não ia conseguir calçar uma bota hoje.´

No que toca à importância de recuperar fisicamente para estar competitivo em casa, na próxima ronda, Hayden acrescentou: `Não duvido das minhas capacidades e Indianápolis vai ser um grande fim-de-semana para mim, por isso espero estar recuperado. Essa pista (Indianápolis) vai muito mais para a esquerda, o que me deve ajudar no que toca ao pé. Esta pista (Misano) é quase toda para a direita, o que é mais difícil, mas a mudança da direcção foi o mais complicado.´

Falando da situação de Hayden, o seu manager Phil Baker disse ao motogp.com: `O Nicky é um lutador e quer dar o seu melhor à Repsol Honda em todas as oportunidades que tem. Mas ao longo do dia de ontem e depois esta manhã, quando vimos o pé dele, decidimos que era melhor pensar com a cabeça do que com o coração. Agora ele quer preparar-se o melhor possível para Indianápolis, que é muito importante para ele e para a Honda.´

 

Injured Repsol Honda rider Nicky Hayden in the Misano paddock

Nicky Hayden assistirá ao Grande Prémio de S. Marino a partir das boxes.

Stoner cai de novo, Rossi vence e dispara

O Australiano não consegue converter pole em vitória e deixa o italiano em boa situação

 

Perto de casa, Valentino Rossi disparou definitivamente na liderança do campeonato neste domingo no GP de San Marino. O italiano aproveitou-se de uma nova queda de Casey Stoner para conquistar a prova de Misano, terceiro feito nas últimas três etapas.
O australiano largou pela sétima vez seguida na pole e pela terceira vez seguida foi derrotado pelo rival. Vinha na liderança quando, na oitava volta, caiu sozinho o mesmo ocorreu em Laguna Seca e em Brno, mas nos EUA ainda pôde ser segundo colocado.
Rossi perdeu posição na largada para Pedrosa, mas recuperou o segundo ponto na volta seguinte. Enquanto isso, Stoner abria, e a missão de Rossi passou a ser persegui-lo. O italiano, entretanto, não precisou fazer muita força para superar o actual campeão, que correu contundido.
Com isso, o heptacampeão da categoria principal igualou-se a Giacomo Agostini quanto ao número de vitórias na divisão, 68.
A segunda posição foi obtida pelo companheiro de Rossi, Jorge Lorenzo, que ultrapassou Pedrosa ainda nas primeiras voltas. O espanhol não obtinha resultado tão bom desde o GP da França. Depois das várias quedas sofridas, parece estar recuperado.
Toni Elias derrotou Pedrosa e ficou com a terceira posição obteve o segundo pódio consecutivo. O piloto da Honda até tentou recuperar o posto, mas acabou por perder mais terreno. Ele não teve parâmetros neste domingo, já que, com uma lesão no calcanhar, o companheiro Nicky Hayden não competiu.
 

Rossi domina em Misano depois da queda de Stoner

 

Confira o resultado final do GP de San Marino

 

1º. Valentino Rossi (ITA/Fiat Yamaha), 44min41s884
2º. Jorge Lorenzo (ESP/Fiat Yamaha), a 3s163
3º. Toni Elias (ESP/Alice Team), a 11s705
4º. Daniel Pedrosa (ESP/Repsol Honda), a 17s470
5º. Chris Vermeulen (AUS/Rizla Suzuki), a 23s409
6º. James Toseland (ING/Yamaha Tech 3), a 26s208
7º. Loris Capirossi (ITA/Rizla Suzuki), a 26s824
8º. Andrea Dovizioso (ITA/JiR Scot), a 27s591
9º. Marco Melandri (ITA/Ducati), a 33s169
10º. Colin Edwards (EUA/Yamaha Tech 3), a 36s529
11º. Sylvain Guintoli (FRA/Alice Team), a 42s081
12º. Shinya Nakano (JAP/San Carlo Honda Gresini), a 43s808
13º. Anthony West (AUS/Kawasaki), a 54s874
14º. John Hopkins (EUA/Kawasaki), a 55s154

Não completaram:

Casey Stoner (AUS/Ducati), 7 voltas
Alex de Angelis (RSM/San Carlo Honda Gresini), 1 volta
Randy de Puniet (FRA/LCR Honda), 0 volta

 


publicado por Cavalo Alado às 09:39
link do post | comentar | favorito
|


Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


CALENDARIO DE EVENTOS

BLACK SABBATH 1ª Parte

BLACK SABBATH 2ª Parte

CALENDÁRIO DE EVENTOS

FREEBIRD

CALENDÁRIO DE EVENTOS

MISSA

CALENDÁRIO DE EVENTOS

ESTAMOS DE LUTO

CONCENTRAÇÃO FARO 2011

ambiente(4)

as dez melhores motos de sempre(10)

biker lady accessories(1)

breve história dos motociclos(6)

calendário(103)

campeões de motociclismo(2)

cavalo alado saloon(4)

cavalo de ferro (opinião)(10)

choque(1)

choque!(6)

comemorações(23)

concentrações(11)

dakar teck(17)

destinos(2)

ética(10)

galeria de arte(11)

gastronomia e culinária(11)

histórias de motociclistas(17)

humor(23)

jogos(2)

legislação(5)

lendas do motociclismo(7)

lêr(10)

lisboa-dakar 2008(2)

loja das motos do cavalo alado(3)

luis torres 006(11)

marcas(35)

mecânica(5)

modalidades(1)

modelos(18)

moto gp 2007(30)

moto gp 2008-equipas e pilotos(8)

moto gp 2008-provas(16)

o grupo dog(2)

opinião(42)

os anjos(2)

os nossos panos(12)

ouvir(29)

poesia(22)

r.i.p.(2)

recados(132)

sabia que...(9)

segurânça(16)

spain tour(4)

tipos de motos(6)

vêr(22)

todas as tags

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Abril 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Weather Forecast | Weather Maps