Quarta-feira, 17 de Dezembro de 2008

TEMPO

  

Por: Equipa do Cavalo Alado

 

 

000hqbr5

 

 

Um dos bens mais preciosos dos nossos dias é sem dúvida o tempo. À medida que a sociedade evolui e os conceitos se vão transformando, a rapidez com que se vive o dia-a-dia deixa-nos muitas vezes vazios de tempo para dispormos connosco. Muitas vezes adiamos ou pervertemos as nossas personalidades em favor de actividades extra laborais que não teríamos, porque não temos tempo para fazer aquilo de que realmente gostamos. Este ritmo louco que cada vez nos absorve mais, tende a isolar-nos em grupos sociais que mais não são do que o prolongamento das nossas relações laborais. Algumas empresas promovem, inclusivamente, este tipo de relações, chegando ao ponto de pagar aos seus colaboradores a estadia neste ou naquele centro hoteleiro. Claro está, que com isto acabam por manter os seus trabalhadores mais próximos, que sem querer e inevitavelmente passam a dispor do seu tempo de lazer para falar dos assuntos do trabalho. A crise de empregos faz com que o número de apreciadores e não apreciadores deste novo tipo de corporativismo vá sendo cada vez maior, criando assim às empresas a obtenção de maiores lucros, lucros esses que nem sempre chegam às mãos dos trabalhadores da instituição distribuídos com a justeza que se impõe. Aqueles que vão gerindo o seu tempo com alguma habilidade e talento, conseguem realizar mais tarefas e actividades em seu proveito directo e também em prol dos outros e com isso podemos dizer que têm realmente acesso ao lazer. Dentro de um grupo social tão heterogéneo como é o meio motociclista, também se sentem as consequências destas novas “culturas” que nos vão sendo propostas. Muitos companheiros, para além dos seus compromissos laborais e familiares, conseguem ter tempo para se dedicarem ao motociclismo de uma forma mais intensa, e saudáveis exemplos disso, são os inúmeros membros das direcções dos moto clubes que se entregam de corpo e alma a esta causa que afinal é de todos e para todos. Outros companheiros, que pelas mais diversas razões não fazem parte de moto clubes ou de qualquer outro tipo de agremiação de motociclistas, também não deixam de participar na evolução desta actividade, e exemplo disso são os inúmeros sites, páginas pessoais, blogs, fóruns e a colaboração com órgãos de imprensa escrita ou falada. A arte e mestria com que todos estes “mágicos do tempo” gerem as suas vidas em prol da comunidade motociclista é, pensamos nós, digna de destaque e merecedora de uma observação mais demorada.
Sem qualquer tipo de desprimor ou segregação para ninguém, tomarei aqui como exemplo de um destes casos de perseverança e dedicação ao mundo das duas rodas, e tanto quanto sabemos é um caso único no país, achámos pois que seria justo da nossa parte deixar aqui uma pequena referência. Desde já, também deixamos bem claro que nada nos liga a este caso que a seguir apresentaremos, senão o facto de sermos ouvintes habituais do programa de que vos falaremos. Também adiantamos desde já, que qualquer incorrecção ou falsa afirmação da nossa parte será sempre sujeita à respectiva correcção com a abertura que sempre temos demonstrado para a fazer, bastando para tal que provenha de fonte fidedigna e seja, obviamente, razoável.
Todas as quartas feiras do ano, já durante seis anos e de forma quase ininterrupta (tanto quanto sabemos apenas foi interrompido durante um período de seis meses) num concelho do interior do país vai para o ar entre as 21.30 e as 24:00, uma emissão dedicada a assuntos motociclísticos. Estamos a falar do programa “Burn- A Hora dos Motards” emitido pela Rádio Mangualde na frequência 107.1 FM.  Este programa tem como principais colaboradores o Fernando, o Miguel e o Gabriel, que dedicam um pouco das suas vidas a esta actividade que mantêm a par com a sua condição de motociclistas e membros do Moto Clube de Mangualde. A realização destas quase três horas semanais de emissão não se limitam ao momento do programa, e acreditamos e sabemos bem, que com certeza existe muito trabalho de bastidores feito até ao momento do habitual “Olá boa noite” com que o Fernando abre a emissão. Esta equipa reúne uma série de conteúdos e por norma uma boa selecção musical e conta com a presença habitual do nosso amigo e conhecidíssimo Ari, para além de quase sempre um ou mais convidados em estúdio. Para que tudo corra com normalidade entendemos que muito trabalho e tempo é gasto durante a semana que antecede o programa, pelo meio surgem as normais deslocações que estes motociclistas fazem a concentrações e outros eventos, surge também a gestão do tempo que dedicam às suas famílias e amigos, já para não falar dos seus empregos, pois estamos a falar de amadores que tanto quanto sabemos nada lucram materialmente com a realização deste programa.
Independentemente dos conteúdos e do alinhamento do programa, sobre os quais temos a nossa opinião que não passa disso mesmo, e sobre a qual nada temos a esconder, pelo que aqui a deixaremos também, o programa Burn e a sua equipa valem incontestavelmente pela grande dedicação ao tema das duas rodas e o empenho que se nota na realização do programa e que é factor mais do que de sobra para que seja merecedor do nosso respeito, consideração e gratidão. Desejando nós, enquanto motociclistas, que este exemplo fosse seguido por muitos mais companheiros, sobretudo por aqueles que teorizam e criticam mas que nunca nada de positivo e gratuito fizeram em prol do motociclismo e dos motociclistas.
Quanto à nossa opinião sobre os conteúdos e dinâmica do programa, e também para que fique registada pela nossa mão e não através de enunciados falsos que por vezes nos colocam na boca, aqui vai: O programa Burn, longe de ser um programa já bem estruturado nos seus conteúdos, estamos em querer que irá evoluir no sentido de oferecer mais e melhores conteúdos relacionados com as motos e os motociclistas. O programa é aberto por norma pelo Fernando e é já tradição que a primeira música seja dedicada ao sexo feminino. Algum do tempo, pensamos nós, poderia ser melhor aproveitado de forma a que os períodos de (boa) musica fossem mais intercalados com outros temas. As entrevistas aos convidados são um item constante, todavia gostaríamos de ouvir no programa mais gente ligada aos motociclos seja em que vertente for. Alguns temas também são recorrentes e tornam-se maçudos por serem uma referência constante programa após programa. O calendário de eventos e concentrações é também tema habitual e é para nós uma honra imensa sabermos que a base do mesmo é o Calendário de Eventos publicado aqui semanalmente desde 2007 no Cavalo Alado, nessa parte se falhas existem serão mais da nossa responsabilidade do que da responsabilidade da equipa do programa Burn. Como já atrás dissemos a música é no seu geral de muito bom gosto e adequada, ressalvando-se algum pimba nacional ou mesmo estrangeiro que por vezes é introduzido de forma, pensamos, pouco conexa. Os apresentadores reúnem óptimas capacidades para levarem a bom porto as emissões. A voz do Fernando parece-nos perfeita para um programa de rádio e a sua natural boa disposição contagia e prende o ouvinte, sem deixar de ter em conta a voz mais pausada do Gabriel cujo carácter imprime ao programa um selo de garantia de seriedade e rigor. Gostamos disso! São frequentes as intervenções do nosso amigo Ari, que a partir de Leceia, Oeiras entra com frequência no programa e costuma apresentar casos e situações cuja experiência dos seus muitos anos de motociclismo nos deixam muitas vezes a pensar. Embora menos regulares também são comuns a presença do Santos que vai descrevendo um ou outro evento onde participou e do Nelo de Aguiar da Beira que não deixa muitas vezes de fazer quilómetros para estar junto desta equipa, sempre acompanhado de um ou de outro petisco, sim porque o motociclismo é sobretudo festa e alegria de viver. Em resumo, ao terminarem estas quase três horas de emissão, é fácil ao ouvinte ficar com a sensação de que algo ficou por ouvir, e sente-se vontade de ligar o rádio ou aceder à Internet na semana seguinte a partir das 21.30. Para ter acesso a este programa é bastante fácil, pode fazer-se através da rádio em 107.1 FM na zona de Mangualde e arredores ou pesquisando no Google em Rádio Mangualde, abrir o site e clicar em Emissão Online. E como hoje é dia de programa pode também faze-lo aqui bastando para tal clicar em cima da imagm que ilustra hoje este post, de seguida é só deixar rolar o Média Player...
 
Estas foram apenas umas pequenas considerações acerca do tempo de que dispomos ou não dispomos e sobre o exemplo dos membros da equipa do programa Burn que são acima de tudo um exemplo daquilo que se pode fazer quando se dá aos outros apenas um pouco do nosso tempo. Na semana em que este programa comemora o seu sexto aniversário, deixarmos aqui estas considerações, pensámos ser a melhor forma de homenagear não só este programa como todos aqueles que de qualquer forma dispõem do seu tempo para dedicar aos outros. Obrigado a todos por isso e parabéns ao programa Burn - A Hora dos Motards!
 
E você? Vai ouvir hoje o programa?... ou não tem tempo?
 
 
Uma boa quarta feira para todos
 
A Equipa do Cavalo Alado

 

 

tags:

publicado por Cavalo Alado às 00:07
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Rotiv a 22 de Dezembro de 2008 às 14:50
O Blogue dos MANTEIGAS deseja a todos os seus amigos e visitantes um Natal recheado de Alegria e Amor e que 2009 traga muitas visitas e Saúde.
Postal: http://aroundmd.com/whitechristmas/
Muitos sorrisos,
http://bloteigas.blogspot.com/


Comentar post


Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


CALENDARIO DE EVENTOS

BLACK SABBATH 1ª Parte

BLACK SABBATH 2ª Parte

CALENDÁRIO DE EVENTOS

FREEBIRD

CALENDÁRIO DE EVENTOS

MISSA

CALENDÁRIO DE EVENTOS

ESTAMOS DE LUTO

CONCENTRAÇÃO FARO 2011

ambiente(4)

as dez melhores motos de sempre(10)

biker lady accessories(1)

breve história dos motociclos(6)

calendário(103)

campeões de motociclismo(2)

cavalo alado saloon(4)

cavalo de ferro (opinião)(10)

choque(1)

choque!(6)

comemorações(23)

concentrações(11)

dakar teck(17)

destinos(2)

ética(10)

galeria de arte(11)

gastronomia e culinária(11)

histórias de motociclistas(17)

humor(23)

jogos(2)

legislação(5)

lendas do motociclismo(7)

lêr(10)

lisboa-dakar 2008(2)

loja das motos do cavalo alado(3)

luis torres 006(11)

marcas(35)

mecânica(5)

modalidades(1)

modelos(18)

moto gp 2007(30)

moto gp 2008-equipas e pilotos(8)

moto gp 2008-provas(16)

o grupo dog(2)

opinião(42)

os anjos(2)

os nossos panos(12)

ouvir(29)

poesia(22)

r.i.p.(2)

recados(132)

sabia que...(9)

segurânça(16)

spain tour(4)

tipos de motos(6)

vêr(22)

todas as tags

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Abril 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Weather Forecast | Weather Maps