Quarta-feira, 29 de Agosto de 2007

VESPA

 

O mais europeu de todos os veículos de duas rodas nasceu na Itália por forma de ser barato, econômico, robusto e, claro, charmoso e elegante. Não sabe de que se trata? Uma dica: foi batizado com o nome de um inseto, em razão ao ronco do seu motor de dois-tempos com ventoinha de arrefecimento, que mais parece um zumbido. Com estas pistas, é impossível não saber a resposta: Vespa, pois claro!

Póster de modelo en vespa italiana Piaggio Lámina giclée
Cidadã do mundo

Enrico Piaggio presidia a empresa fundada pelo pai finda a Segunda Guerra Mundial. Era uma época marcada por uma Europa destruída física e financeiramente. A fábrica da Piaggio encontrava-se em ruínas, mas isso não intimidou Enrico, que resolveu deixar o campo aeronáutico em busca de um novo tipo de veículo, capaz de suprir a necessidade de locomoção básica da população.
Uma vez que as estradas estavam em situação precária e os italianos não tinham um centavo, a solução era um veículo simples e econômico. Na fábrica semi-destruída encontravam-se centenas de rodas de trens de aterragem de bombardeiros e um grande número de pequenos motores multi-uso para o lançamento dos aviões.
Estava então esboçada a idéia básica da Vespa. Nas mãos de Corradino D'Ascanio (1891-1981), um brilhante engenheiro aeronáutico que estava na Piaggio desde 1934, ela concretizou-se, apenas oito dias depois de Enrico ter dado a ordem a D'Ascanio de projecta-la.
Corradino D'Ascanio
A partir da sua larga experiência, concebeu algo inédito até então em duas rodas. Para tal, investigou os maiores inconvenientes que uma moto causava aos seus proprietários e procurou corrigi-los no novo veículo. Na época, as motos eram veículos pouco populares, principalmente derivado de dois problemas - pneus furados e correntes frágeis.
O descanso resolveria em definitivo o problema de ficar pelo caminho por causa de um pneu furado. O garfo dianteiro prendia a roda em apenas um lado, o que facilitaria a troca do pneu, o mesmo acontecia com a roda traseira, presa diretamente ao conjunto caixa-motor - um dois-tempos de peça única, compacta e que dispensava corrente de transmissão.

 

MP5 PAPERINO

A MP5 Paperino é o primeiro de todos os protótipos desenhado por Corradino D´Ascanio no final da Segunda Guerra Mundial na fábrica Piaggio em Biella no Piemonte. Este prototipo originará a primeira Vespa. Construidas apenas 100 unidades, esta é uma peça bastante procurada pelos colecçionadores. O seu primeiro modelo Vespa baptizado de MP5 era também denominada de Paperino, nome que os italianos deram a Donald, o popular pato criado por Walt Disney.

Ainda num toque de engenhosidade, os aros das rodas (de apenas 8 polegadas de diâmetro) eram constituídos por dois discos parafusados entre si, o que facilitaria a desmontagem do pneu. Correntes para motos eram raras na Itália da década de 50, razão para o uso da transmissão directa. Esta disposição, porém, fazia com que cerca de 70% do peso da moto estivesse concentrado do lado direito e, conseqüentemente, instabilidade.

Para corrigir a tendência de puxar para a direita (principalmente ao tirar as mãos do guiador), a roda dianteira ficava 8 mm à esquerda do eixo de direção, de modo a gerar um binário oposto ao ocasionado pelo centro de gravidade deslocado. Mesmo assim a Vespa padecia do seu desequilíbrio inerente. Atingindo um obstáculo em rodagem, tais como desníveis no asfalto, a tendência era descolar-se e difícil de controlar. Ainda bem que na época em que a Vespa reinou não haviam ainda inventado as lombadas...
Caixa e embreagem eram montados na manopla esquerda, para que os dois processos nas trocas de velocidades não exigissem retirar a mão do guiador. Era eliminado também o pedal de mudança de velocidade das motos, que marcava e sujava os sapatos. E a Vespa trazia uma solução para o comando da caixa de velocidades que ainda hoje é usado pelos fabricantes de automóveis como uma inovação: a existência de cabos flexíveis, de aço trançado tipo Bowden.

Um escudo frontal protegia as roupas e o próprio condutor da chuva, poeira e tudo o que fosse arremessado pela roda dianteira - e também sua integridade física numa eventual queda. De estrutura monobloco (como a de um automóvel), trazia a secção central bastante baixa, facilitando a subida ao veículo, principalmente para mulheres e pessoas de baixa estatura. Mesmo mulheres de saia podiam conduzir.
Acabada a projeção do design, foram construídos os protótipos. As primeiras 15 Vespas deixaram a fábrica da Piaggio em Abril de 1946.
Equipadas com um motor de 98 cm³ debitavam apenas 3 cv de potência às 4.500 rpm e uma velocidade de 60 km/h, bons níveis para a época.
O caixa tinha três velocidades e o tanque de combustível comportava cinco litros de gasolina. O consumo andava na casa dos 40 km/l, marca bem-vinda numa época difícil como aquela. Uma característica marcante da Vespa 48, como era chamada, é que não tinha piso entre a dianteira e o banco, mas sim duas placas separadas. As laterais traseiras salientes eram o provável motivo de se adoptar o nome do insecto.

 

MP6 VESPA

Depois do surgimento da MP% a Sociedade Piaggio reviu todo o projecto base da Paperino. Quando o Engenheiro aéronautico Corradino d'Ascanio terminou o projecto da nova máquina apelidada de MP& terá esclamado: "Parece uma Vespa!" e desta forma o veiculo começou a apelidar-se desta forma em vez de Paperino.


A Vespa caiu logo nas graças do consumidor e o seu sucesso foi absoluto. Outros veículos foram criados utilizando a mesma proposta, mas não alcançaram o mesmo êxito que o original. Para tal, a Piaggio não contou apenas com o carisma que o veículo obteve: montou uma completa rede de assistência técnica em todo o território italiano e proporcionou cursos de formação na fábrica para mecânicos.

 

Prototipo do modelo VE98 de 1946

Além disso, o veículo tinha uma relação preço/qualidade extremamente favorável. A Vespa chegava a qualquer canto da destruída Itália do pós-guerra gastando muito pouco - podia ser usada em qualquer situação, sob qualquer condição. Até 1949 já haviam sido produzidas mais de 35.000 unidades, um recorde para uma época tão conturbada.


Em 1948 uma nova motorização de 125 cm³ e 4,7 cv de potência era lançada, e com ela, algumas revisões tecnológicas que se encontram até hoje nos veículos em produção. A mais visível ficava por conta do asoalho que ocupava agora as duas placas de apoio para os pés. Também eram adaptadas suspensão na roda traseira, pára-lama dianteiro e pequenas alterações na "carroceria". A velocidade máxima chegava a 75 km/h.

 

Prototipo 125V de 1948

Cinco anos depois o motor era modificado, passando a ter 5 cv, e surgia uma versão utilitária com o farol mais elevado. O famoso modelo GS (Grand Sport) 150, mais esportivo, saía das linhas de produção em 1955 trazendo um estilo mais moderno, com rodas de 10 polegadas, caixa de quatro velocidades e uma velocidade máxima de 100 km/h. Em 1962 chegava a GS 160, com 8,2 cv de potência e um visual renovado.

 

Vespa GS (Grand Sport) 150

A pequena versão de 50 cm³, a última desenvolvida por D'Ascanio, apareceu em 1964. No ano seguinte aparecia a SS 180, de 10 cv, seguida pelas versões Super Sprint 90 (1966), Primavera 125 (1968) e Elestart 50, com motor de arranque elétrico (1970). Finalmente, em 1978, a família PX - com as versões de 125, 150 e 200 cm³. O maior dos motores desenvolvia 12,35 cv e chegou a ser oferecido no mercado norte-americano, na versão Rally. Um caixa de velocidades automática foi lançada em 1984, sendo a manete de embreagem agora destinado ao freio traseiro.

Com o tempo, vários clubes de "vespistas" surgiram para que os admiradores da Vespa fizessem passeios e trocassem informações sobre a sua paixão italiana. Campeonatos desportivos também foram criados, onde os mais radicais colocavam a Vespa no seu limite.
  

A Piaggio tentou repetir o seu êxito com scooters modernos: a Cosa em 1987, a Sfera em 1990 e a mais recente ET4 125, em 1997. Apesar de práticos, são apenas mais modelos repletos de plástico num mercado saturado de opções, sem a essência da sua antecessora.

 

 Vespa ETA 125 1997


A Vespa marcou uma época. Poucos veículos, de duas ou quatro rodas, atingiram os patamares de vendas - mais de 15 milhões - e a notoriedade mundial que ela alcançou. Era utilizada por pobres e ricos, tornou-se cultura nas mãos dos atores americanos que filmavam na Itália e foi até "atriz"', como no antológico filme Candelabro Italiano (Rome Adventure), de 1962, com Suzanne Pleshette e Troy Donahue.
Vespa en Roma Posters por Bruno Pozzo   Escúter Napoli Arte por Bruno Pozzo
 

Com mais de 80 versões em pouco mais de meio século, foi um verdadeiro sinônimo de Itália, que por um longo período foi conhecida como o "país da Vespa". Surgiu até um novo verbo na língua de Dante: vespizzare. Histórias não faltam sobre este charmoso inseto de duas rodas.
Vespa Póster

  
Este Post é dedicado ao meu irmão Zé Luís Nobre.
tags:

publicado por Cavalo Alado às 23:03
link do post | comentar | favorito
|


Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


CALENDARIO DE EVENTOS

BLACK SABBATH 1ª Parte

BLACK SABBATH 2ª Parte

CALENDÁRIO DE EVENTOS

FREEBIRD

CALENDÁRIO DE EVENTOS

MISSA

CALENDÁRIO DE EVENTOS

ESTAMOS DE LUTO

CONCENTRAÇÃO FARO 2011

ambiente(4)

as dez melhores motos de sempre(10)

biker lady accessories(1)

breve história dos motociclos(6)

calendário(103)

campeões de motociclismo(2)

cavalo alado saloon(4)

cavalo de ferro (opinião)(10)

choque(1)

choque!(6)

comemorações(23)

concentrações(11)

dakar teck(17)

destinos(2)

ética(10)

galeria de arte(11)

gastronomia e culinária(11)

histórias de motociclistas(17)

humor(23)

jogos(2)

legislação(5)

lendas do motociclismo(7)

lêr(10)

lisboa-dakar 2008(2)

loja das motos do cavalo alado(3)

luis torres 006(11)

marcas(35)

mecânica(5)

modalidades(1)

modelos(18)

moto gp 2007(30)

moto gp 2008-equipas e pilotos(8)

moto gp 2008-provas(16)

o grupo dog(2)

opinião(42)

os anjos(2)

os nossos panos(12)

ouvir(29)

poesia(22)

r.i.p.(2)

recados(132)

sabia que...(9)

segurânça(16)

spain tour(4)

tipos de motos(6)

vêr(22)

todas as tags

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Abril 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Weather Forecast | Weather Maps