Terça-feira, 27 de Novembro de 2007

Lisboa-Dakar 2008

Apresentação

 

De 2 a 4 Janeiro: verificações administrativas e técnicas

4 Janeiro (noite): briefing da prova e briefing de assistência

De 5 a 19 Janeiro: Percurso do rali

20 Janeiro: Chegada-entrega de prémios-festa de encerramento



A organização do rali Lisboa-Dakar anunciou que a lista de inscritos já está completa para a corrida que acontece entre 5 e 20 de Janeiro de 2008. Entre motos, carros e caminhões, são 670 equipes que disputarão uma das mais tradicionais provas do mundo.

A 30ª edição do rali Dakar passará por Portugal, Marrocos, Mauritânia e Senegal. São 350 inscritos na categoria de motos e "quads", 220 na de carros e 100 na de camiões.

Em comunicado, a organização disse que, este ano, as inscrições foram feitas entre 15 de maio e 22 de junho, para que os participantes pudessem preparar melhor os seus projectos.

O director do rali, Etienne Lavigne, destacou a "excelente qualidade" das candidaturas. "A avalanche de pedidos é, mais uma vez, um sinal do forte crescimento internacional do maior rali de regularidade do mundo", disse Lavigne.

Em 2, 3 e 4 de Janeiro, Lisboa sedeará as provas de verificação administrativa e técnica. O dia de descanso está marcado só para o dia 13, em Nuakchott, capital da Mauritânia.

 

Para a 30.ª edição do Euromilhões Lisboa-Dakar, as equipes desportivas que trabalham na concepção do percurso têm um primeiro objetivo a cumprir, que é o de oferecer aos pilotos quase 6000 Km de especiais cronometradas, o que significa a maior distância desde 2002.

 

Com mais especiais e menos deslocamentos, o destaque está centrado nos valores do rali-raid e do Euromilhões Lisboa-Dakar em particular: o gosto pela competição e a paixão pelo deserto. Os concorrentes vão, desta forma, encontrar pelo caminho muita areia e dunas para ultrapassar.

E é para aumentar a competição entre os lugares da frente que uma série de medidas técnicas vai ser aplicada em 2008 nos veículos das equipes profissionais. As novas regras vão diminuir ligeiramente as performances e colocar todos os concorrentes em posição mais homogénea.

 

Alterações técnicas

 

Em termos técnicos, o regulamento vai reduzir um milímetro aos restritores de admissão de ar, ao mesmo tempo que deixam de ser autorizadas caixas de seis velocidades. Estas medidas visam reduzir as performances dos veículos e nivelar o seu andamento, embora não nos pareça evidente que vá alterar a vantagem que os motores turbodiesel da VW demonstraram na última edição do Lisboa-Dakar.

 

Prova muito longa

 

Em 2006 a prova contou com 4800 km de especiais disputadas ao cronómetro, valor que baixou para 4300 km em 2007. Em 2008, a organização vai reduzir a distância das ligações e aumentar significativamente os sectores selectivos, apontando para cerca de 6000 km, valor que será o maior desde o Arras-Madrid-Dakar de 2002, que contou com 6486 km cronometrados.

O Lisboa-Dakar 2008 volta a contar com duas etapas a disputar em Portugal, antes de cruzar o Mediterrâneo a caminho de Marrocos. Daí, a prova volta a seguir a rota para a Mauritânia, mas tudo indica que o caminho siga mais perto do mar, na ligação até Nouakchott - a capital mauritana volta a receber o dia de descanso. O Mali fica fora do percurso do Lisboa--Dakar no seu caminho para o Senegal.

 

Em termos do desenho das etapas, tal como aconteceu no ano passado, estão previstas duas etapas maratona (sem assistência no final) e voltam a surgir  dois bivouacs em que os carros e as motos ficam separados. Para além disso, podem surgir etapas onde apenas o início e o final sejam comuns aos motards e aos carros e camiões, o que irá evitar as dificuldades que surgem nas ultrapassagens.

 

No plano teórico, está tudo definido. Resta agora acertar o percurso, que vai surgir depois dos reconhecimentos que a organização irá realizar.

 

34 equipas portuguesas à partida

 

Depois das 27 equipas de 2006 e das 30 que se apresentaram à partida este ano, a 30ª edição do Lisboa-Dakar marca novo recorde de equipas portuguesas na lista definitiva que brevemente será divulgada pela Amaury Sport Organization, mas à qual o AutoSport teve já acesso exclusivo.

 

Desta vez, integram o contingente luso nada menos do que 34 equipas, registando-se a maior subida no pelotão das duas rodas, com 13 motards confirmados (mais quatro que em 2007), numa lista que é liderada pelos dois representantes do Lagos Team, Hélder Rodrigues e Ruben Faria. Já a categoria automóvel é reforçada com apenas mais uma dupla nacional, para um total de 17 equipas, de onde sobressaem os nomes de Carlos Sousa, Miguel Barbosa, Pedro Grancha, Paulo Marques (o recordista de presenças), Ricardo Leal dos Santos ou dos irmãos dos irmãos Nuno e Francisco Inocêncio.

 

Nota de destaque merece a equipa Padock Competições de Adélio Machado, que inscreve nada menos do que seis carros, com Francisco Pita, presidente da Federação Portuguesa de Jetski, a ser o último nome que faltava confirmar. De resto, mantêm-se dois portugueses nos quads, através do repetente João Nazaré e do estreante Alexandre Oliveira, enquanto Elisabete Jacinto volta a ser a única representante nos camiões.

 

Em aberto continua apenas a inscrição de Tiago Monteiro, num buggy monolugar do Team SMG de Philippe Gache, conforme nos foi garantido pela própria Organização, estando a sua estreia dependente de um possível regresso ao Mundial de F1 na próxima temporada.

 

Em termos globais, arrancarão de Lisboa, frente ao Mosteiro dos Jerónimos, a 6 de Janeiro próximo, 242 motos, 23 quads, 211 automóveis e 100 camiões que totalizam 516 equipas, contra as 525 que se inscreveram na última edição.

Os Portugueses

 

MOTOS (13)

 

Hélder Rodrigues
Ruben Faria
Pedro Bianchi Prata
Paulo Gonçalves
Pedro Oliveira
Fernando Ferreira
Nuno Mateus
Ricardo Pina
João Rolo
Nuno Santos
Paulo Cardoso
Luís Ferreira
João Rosa

QUADS (2)

João Nazaré
Alexandre Oliveira

AUTO (17)

Carlos Sousa
Miguel Barbosa
Pedro Grancha
Francisco Inocêncio
Nuno Inocêncio
António Baião
Helder Oliveira
Adélio Machado
Céu Pires de Lima
Luís Pimentel
Nuno Pereira
Francisco Pita
Ricardo Leal dos Santos
Paulo Marques
Lino Carapeta
Rodrigo Amaral
José Pereira

CAMIÃO (1)

Elisabete Jacinto


publicado por Cavalo Alado às 19:36
link do post | comentar | favorito
|


Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


CALENDARIO DE EVENTOS

BLACK SABBATH 1ª Parte

BLACK SABBATH 2ª Parte

CALENDÁRIO DE EVENTOS

FREEBIRD

CALENDÁRIO DE EVENTOS

MISSA

CALENDÁRIO DE EVENTOS

ESTAMOS DE LUTO

CONCENTRAÇÃO FARO 2011

ambiente(4)

as dez melhores motos de sempre(10)

biker lady accessories(1)

breve história dos motociclos(6)

calendário(103)

campeões de motociclismo(2)

cavalo alado saloon(4)

cavalo de ferro (opinião)(10)

choque(1)

choque!(6)

comemorações(23)

concentrações(11)

dakar teck(17)

destinos(2)

ética(10)

galeria de arte(11)

gastronomia e culinária(11)

histórias de motociclistas(17)

humor(23)

jogos(2)

legislação(5)

lendas do motociclismo(7)

lêr(10)

lisboa-dakar 2008(2)

loja das motos do cavalo alado(3)

luis torres 006(11)

marcas(35)

mecânica(5)

modalidades(1)

modelos(18)

moto gp 2007(30)

moto gp 2008-equipas e pilotos(8)

moto gp 2008-provas(16)

o grupo dog(2)

opinião(42)

os anjos(2)

os nossos panos(12)

ouvir(29)

poesia(22)

r.i.p.(2)

recados(132)

sabia que...(9)

segurânça(16)

spain tour(4)

tipos de motos(6)

vêr(22)

todas as tags

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Abril 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Weather Forecast | Weather Maps