Terça-feira, 18 de Março de 2008

BMW-Dos anos 80 até ao final do século XX

Modelos BMW disponiveis com carenagens

1980     Montando uma BMW de 800cc, Rolf Witthöft vence o Campeonato Europeu Off-road. A versão comercial desta moto de enduro é lançada com o nome de R80 G/S, com mono braço basculante traseiro BMW Monolever. Entra em produção o sistema ABS de série.
 Rolf Witthöft com a sua BMW 800cc
BMW R80 GS
Competindo no deserto
Em 1980 o modelo de produção R80 G/S obteve os sucessos das equipas de competição da marca. A moto de Enduro maior do seu tempo, a R80 G/S estava preparada de forma ideal para uso em asfalto ou terra. Foi então que a BMW marcou pontos no mercado das motos de duplo turismo e aventura. A maior inovação apresentada neste modelo foi sem dúvida a nova suspensão lateral Monolever com braço único e directamente ligada ao braço traseiro.
O Sistema Monolever introduzido com a BMW R80 GS
As máquinas de todo-o-terreno da BMW participaram desde o início na corrida de logo curso conhecida como Paris-Dakar. Em apenas tês participações o Boxer com o seu fiável sistema de arrefecimento, o seu baixo centro de gravidade e a sua facilidade de manutenção, resultante da transmissão por cardã, marcou o seu caminho de encontro ao êxito em 1981. O experiente corredor de provas no deserto, Hubert Auriol ganhou a categoria de motos e repetiu o feito em 1983.
Hubert Auriol no Paris-Dakar
As motos de 1 000cc bicilindricas, baseadas nos modelos originais de série também conseguiram o título em 1984 e 1985. O hexacampeão mundial de motocross Gaston Rahier da Bélgica foi capaz de deixar a concorrência muito para trás.
Gaston Rahier no Paris-Dakar de 1984
A R80 G/S e a sua sucessora a R100 GS rapidamente se converteram num sucesso extra da gama de motos BMW. Em particular aqueles motociclistas papa-léguas que percorrem grandes distâncias no deserto entre outras superfícies, escolhem motos BMW.
Como um novo símbolo da marca, o novo amortecedor lateral traseiro, depressa se expandiu a outros modelos da marca.
1983     Fabrica-se a primeira moto BMW com quatro cilindros, que precede a série de modelos K 100. Hubert Auriol uma vez mais conquista a vitória no Rally Paris Dakar com uma BMW. Por ocasião do lançamento das séries K, o Chanceler Helmut Kohl inaugura oficialmente a nova fábrica de motos da BMW
O Chanceler Helmut Kohl inaugura oficialmente
 a nova fábrica de motos da BMW
1985     É lançada a tricilíndrica K75. Continuando na senda da sua primeira vitória em 1984, o belga Gaston Rahier obtém o seu segundo título numa BMW no Rally París Dakar. No ano do centenário da primeira moto, a BMW fabrica mais de 37 000 unidades. Em Munique celebra-se o fim das obras do Centro de Investigação e Engenharia
1986     Em resposta à grande procura, as R100 RS e R100 RT, agora equipadas com o braço oscilante Monolever, regressam à produção.
Outra BMW completamente diferente
mas típica da marca.
Em 1983, os motores de quatro cilindros arrefecidos a liquido já eram a tecnologia moderna da época para as motos de grande desempenho. Mas tal como o seu colega Max Friz há 60 anos, o engenheiro da BMW Josef Fritzenwenger obteve êxito ao criar um novo conceito tecnológico usando todo o sistema como uma forma básica. Tomando como referência a BMW Compact Drive, o veio foi colocado transversalmente e ligado directamente à caixa de velocidades, o que resultou numa barra rotor abe balanço com transmissão por cardã à roda traseira. O conceito manteve a filosofia BMW e ao mesmo tempo marcou novos patamares de qualidade.
O Novo sistema desenvolvido por Josef Fritzenwenger
A cilindrada de 987cc com quatro pistões em linha forneciam à BMW K100 90hp de potência, contava com injecção electrónica e o modelo base foi rapidamente seguido por uma Sport-Turing a K100 RS que possuía uma inovadora carenagem e a ainda mais impressionante K100 KT coma a carenagem ainda maior.
Dois anos depois do lançamento da série K, a versão tricilindrica de 740cc, foi lançada a nova gama de modelos. O novo modelo, a K75, também estava disponível em vários modelos, com uma imensa variedade de carenagens.
1987     Surge a maior moto de enduro no mercado mundial, a BMW R100 GS, apresentando o primeiro braço traseiro de dupla articulação, o Paralever BMW.
BMW R100 GS
Suspensão Paralever da BMW
1988     A BMW converte-se no primeiro construtor de motos a nível mundial a introduzir travões ABS nos modelos K100. Com vendas contabilizadas em 5 865 unidades, a R100 GS é a moto mais vendida na Alemanha
Segurança para o condutor,
protecção para o ambiente.
Desde os anos setenta que a BMW tem sido o único fabricante de motos a desenvolver equipamento roupa e capacetes para o piloto. De facto os capacetes BMW com a frente amovível marcaram uma etapa importante no mundo das duas rodas tendo sido adoptados inclusivamente por pilotos possuidores de outras marcas de motos.
 
Modelo recente de capacete BMW
A segurança na utilização apoiada por bons motores e bons sistemas de travagem foi sempre um trunfo especial das motos BMW. Uma referência importante deu-se em 1988 com a introdução do primeiro sistema de travagem ABS Numa moto em todo o mundo. Isto significou que após investigação e testes a BMW foi capaz de evitar que as rodas das suas motos bloqueiem, reduzindo assim drasticamente o risco de queda.
A incorporação do ABS foi um avanço muito significativo ao nível do design de segurança. Os motociclistas mais experientes tomaram medidas determinantes e mostraram uma maior preferência pelas motos BMW.
Sistema ABS da BMW
Vários conceitos afim de reduzir as emissões contaminantes nas motos BMW provaram ser igualmente populares. Esta classe de tecnologia ambiental amiga foi introduzida em toda a gama de modelos BMW em 1991. Os modelos Boxer contavam com o sistema de combustão de gasolina SAS (Secondary Air System) e os modelos K apresentaram-se no mercado com catalisadores catalíticos. Como o expoente máximo da gama, com a carrocería completa aerodinâmica incluindo a roda dianteira e a parte traseira da carenagem, a K1 foi a primeira moto do mundo a contar com um catalisador de três vias completamente controlado. A sua base de força de 16 válvulas e quatro cilindros com motor de procedimento controlado electrónica e digitalmente proporcionou uma configuração ideal para esta tecnologia superior.
Sistema de escapamento da BMW K1200 RS
1989     No ano da queda do muro de Berlim, a BMW lança o modelo (também ele revolucionário) K1. A BMW K1 apresenta uma singular carroçaria desportiva e um motor de 16 válvulas com Motronic Digital Motor Electronics.
1990   Este é o ano da reunificação da Alemanha e a BMW regressa às suas origens com a construção de motores para a aviação ao fundar a Rolls Royce GMBH. Inaugura-se oficialmente o Centro de Investigação e Engenharia em Munique e coloca-se a primeira pedra da oitava unidade de produção em Eisenach. A BMW toma a iniciativa na luta por um meio ambiente mais limpo ao introduzir um catalisador para motores de motos.
Em 1990 finalmente caiu o muro...
1991     A K1100 LT converte-se na primeira motocicleta BMW a possuir mais de 1000cc. A moto BMW número 1 000 000 sai da linha de produção em Berlim.
BMW K1100 LT
1992     Pilotando uma BMW R100 GS de série, Jutta Kleinschmidt vence na categoria de senhoras o Rallye Cidade do Cabo, após completar uma distância de 12,700 Km.
Jutta Kleinschmidt pilotando uma BMW R100 GS
1993     A BMW Boxer celebra o seu 70º aniversário com a R1100 RS como o primeiro modelo de uma nova geração de motores Boxer de quatro válvulas. A monociclindrica F650 é a primeira moto BMW sem transmissão por carda.
Motor BMW Boxer com 4 válvulas
Uma nova BMW monocilíndirca
A BMW Construiu motos monociclindricas entre 1925 e 1966. As “semi-Boxers” contavam com o mesmo conceito mecânico com a aplicação longitudinal do veio, uma caixa de velocidades directamente ligada ao motor e a transmissão à roda traseira por carda, mas tudo isto com apenas um cilindro vertical sobre o motor.
Foram bastante populares enquanto modelos para principiantes, particularmente no mercado alemão. Este facto pesou bastante nas decisões de Munique nos anos 90, ao considerar várias opções afim de aumentar a gama de modelos.
Desta feita, o inconveniente não foi tanto a tecnologia utilizada mas sim a forma de desenvolvimento da produção. Sob a supervisão da BMW, foi criada uma união entre a construtora italiana Aprilia e a fabricante de motores austríaca Bombaidier-Rotax, tendo como resultado o surgimento da F650 Funduro.
Lançada em 1993, esta nova moto monociclindrica consistiu num atractivo modelo em muitos aspectos e ajudou a BMW a adquirir novos clientes incluindo pilotos femininos. A F650 possuía orgulhosamente as cores azul e branco provenientes do logótipo da BMW e consequentemente todos os padrões de qualidade desta marca. Em resultado de tudo isto a F650 constituiu um enorme sucesso de vendas.
A nova geração Boxer
O princípio básico do Boxer manteve-se sem alterações: dois cilindros refrigerados a ar, horizontalmente opostos na directa e esquerda, uma caixa de velocidades ligada directamente ao motor e uma transmissão por cardã na roda traseira. À parte destes princípios, tudo foi remodelado na BMW R1100 RS ao ser lançada em 1993.
Desta feita apresentava quatro válvulas à cabeça dos cilindros, activadas por auxiliares curtos. O motor electrónico digital debitava uma potência máxima de 90hp a partir de 1085cc e em conjunto com um conversor catalítico total ajudou a manter um meio ambiente saudável.
A unidade de transmissão formou um elemento de suporte de modo que já não se apresentava um quadro ou chassis. A roda dianteira apoiava-se no Telelever uma combinação totalmente nova de um braço de suspensão triangular e uma forquilha telescópica apoiada no corpo do motor a qual oferecia novas vantagens em termos de conforto extra e segurança de manuseamento. A segurança foi também garantida pelo sofisticado sistema disponível como opção, a segunda geração ABS da BMW
A roda traseira rodava em Paralever de dupla articulação e de amortecimento a través de mono braço o qual já tinha sido utilizado na K1 e na R100 GS e empregava uma estrutura de suporte acoplada a um sub chassis na parte traseira.
O Êxito contínuo do Boxer
A BMW expandiu rapidamente a nova série R. Em Setembro de 1993 a R1100 GS, uma maxi enduro causou furor no Frankfurt Motor Show. A BMW equipou este modelo com suspensão Telelever no trem dianteiro, um enorme depósito de 25 litros e um confortável banco de duas peças. Era uma moto que convidava os pilotos a desfrutar da emoção das grandes aventuras em trajectos de moto-a BMW disponibilizou em 1994 uma área para a prática deste tipo de modalidade, o parque de Enduro de Hechlingen, onde instrutores credenciados proporcionavam cursos off road com conselhos de utilização e segurança.
A R1100 Roadster, sem carenagem juntou-se à gama no Outono de 1994 e em conjunto com a mais pequena R850 R representavam uma nova geração de Boxers. Um ano mais tarde foi lançada a turística R1100 RT com a sua nova, completa e confortável carenagem. O incremento dos modelos Boxer manteve-se com a R1100 GS e a R1100 RT ambas lutando pela primeira posição e assegurando novos recordes de vendas durante vários anos sucessivamente.
No início da primavera de 1995 a fábrica de Berlim foi ampliada conseguindo obter a marca de 230 unidades produzidas diariamente. Este foi o primeiro ano em que a BMW vendeu mais de 50 000 unidades no mercado mundial. Em pleno êxito a companhia não teve dúvida em terminar um ano depois com a geração mais antiga de motores Boxer de apenas duas válvulas. A última R80 GS em versão base foi construída a 19 de Dezembro de 1996. No verão seguinte a nova Boxer com o número 100 000, uma R850 R foi adquirida por uma cliente italiana.
1994     As R1100 GS enduro, R850 GS, e R1100 R completam a gama de novas máquinas Boxer BMW. A BMW abre o seu Parque Enduro na pequena localidade alemã de Hechlingen.
Mapa do parque de enduro da BMW em Hechlingen.
1995     É lançada a R1100 RT Boxer Turismo. A BMW Motorrad constrói a moto número 100 000 com ABS. Pela primeira vez na sua história a empresa vende mais de 50 000 num só ano.
1996     A produção da Boxer de duas válvulas termina com o modelo R80 GS Simples. Desenvolvendo uma potência máxima de 130hp a nova K1200 RS converte-se na mais potente moto BMW jamais produzida.
Um milhão de motos BMW
A produção de motos BMW no seu primeiro ano (1924) acumulou pouco mais de 1 500 unidades. Em 1935 a marca atingia as 10 500 e em 1939 a produção duplicou esta quantidade. O registo máximo de volume de produção de 29 699 unidades foi registado em 1954 a qual se manteve até 1977 verificando-se apenas ligeiras oscilações.
A expansão da fábrica com novas instalações para a produção da série K serviu para incrementar o volume de produção em Berlim. Foi então que a BMW estava preparada para o rápido incremento da procura nos anos 90. Em 18 de Março de 1991, uma K75 RT saiu da linha de montagem e foi registada com o número um Milhão
Dez anos depois a produção em Berlim por si só alcança a marca de um Milhão. As máquinas Boxer de duas válvulas construídas entre 1969 e 1996 acumularam a quantidade de 512 644 unidades, mas os modelos de quatro válvulas rapidamente alcançaram esta cifra.
1997     A primeira BMW cruiser, a R1200 C, é lançada nos Estados Unidos. A Divisão de Motocicletas BMW da Alemanha regista, pela primeira vez vendas superiores a mil milhões de Marcos.
1998     A R1100 S é apresentada como a mais potente e desportiva Boxer disponível. No Munich Intermot Show a BMW define novos patamares no mercado ao apresentar a turística de luxo K1200 LT.
A Cruiser, a atlética e a de turismo de luxo
Até 1997 apenas uma unidade V2 de grandes dimensões determinava a única opção para locomover uma Cruiser genuína. Mas a BMW rompendo esta tradição apresentou ao mundo uma proposta completamente nova e diferente, inspirando-se na tecnologia Boxer e em testes realizados no Arizona nos estados Unidos. A R1200 C combinava a tecnologia progressiva da BMW com o motor digital electrónico, a suspensão Telelever, travões extremamente eficazes com opção de ABS, bem como um novo desenho. A BMW no fundo “apenas” reuniu as melhores qualidades que uma Cruiser deveria possuir: um torque equilibrado e uma posição relaxada de pilotagem.

Em 1998, com a R1100 S, uma compacta moto com ambições desportivas, inverte este conceito, aplicando os pisa-pés mais atrás e mais acima, com um motor a equipa-la mais espontâneo e de alto rendimento e uma suspensão ágil. Com um aumento da potência para os 98hp, pela primeira vez uma caixa de seis velocidades, assegurava um desempenho superior na estrada. O poderoso e desportivo desenho com os tubos de escape colocados sob o assento, mantinham a linhagem BMW conseguindo ao mesmo tempo satisfazer este nicho de consumidores tão peculiar.
Em Setembro de 1998, a BMW lança a K1200 LT no Intermot Motorcycle Show em Munique. A nova turística de luxo foi concebida e construída para o máximo conforto e segurança, tanto para o piloto como para o passageiro. Com um motor de quatro cilindros construído para uma entrega máxima de potência a baixas rotações, a K1200 LT, com o seu quadro de liga leve e suspensão Telelever era rápida, ágil, dinâmica e luxuosa. Estas eram características surpreendentes dado o pouco peso que possuía em relação à quantidade de acessórios que possuía. Esta turística de luxo destacava-se pelas suas extraordinárias qualidades de manuseamento. A protecção máxima protecção obtida contra o vento e os elementos climatéricos da LT eram resultantes da optimização da sua carenagem em testes no túnel de vento da BMW. A inclusão de marcha-atrás proporcionava uma maior facilidade de utilização, sobretudo para estacionar. As malas integrais e a bagageira asseguravam uma enorme capacidade de transporte e tudo isto como equipamento base. O sistema de áudio, control cruiser e assento aquecido eram algumas das opções disponíveis.
A tetracilindrica enfrenta novos desafios
No verão de 1996, a BMW despediu-se das K de três cilindros, não obstante o sucesso da K75 a qual acumulara em onze anos a respeitável cifra de 11 000 unidades vendidas. Ainda em 1996 a BMW lança um novo motor de quatro cilindros afim de equipar o modelo K1200 RS, com motorização de 1 171cc e uma potência máxima de 130hp.
A moto BMW de maior potência foi convincente, não só na entrega de potência, mas também pela sua suspensão e maneabilidade. Estes factores permitiam a esta nova Sport-Turing um desempenho superior em todas as situações. A roda da frente utilizava um exclusivo sistema Telelever afim de proporcionar uma maior estabilidade.
Esta poderosa máquina de quatro cilindros foi o primeiro modelo K a integrar este inovador sistema de suspensão, marcando novos padrões de qualidade no segmento de motos Sport-Turing disponíveis no mercado.

1999   Richard Sainct (França) vence o Rally Paris Dakar na categoria de monociclindricas com a BMW F650. A Enduro R 1150 GS recebe um motor maior e uma caixa de seis velocidades.

Richard Sainct no dakar de 1999 com a sua BMW F650

BMW animated gif image

tags:

publicado por Cavalo Alado às 23:47
link do post | comentar | favorito
|


Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


CALENDARIO DE EVENTOS

BLACK SABBATH 1ª Parte

BLACK SABBATH 2ª Parte

CALENDÁRIO DE EVENTOS

FREEBIRD

CALENDÁRIO DE EVENTOS

MISSA

CALENDÁRIO DE EVENTOS

ESTAMOS DE LUTO

CONCENTRAÇÃO FARO 2011

ambiente(4)

as dez melhores motos de sempre(10)

biker lady accessories(1)

breve história dos motociclos(6)

calendário(103)

campeões de motociclismo(2)

cavalo alado saloon(4)

cavalo de ferro (opinião)(10)

choque(1)

choque!(6)

comemorações(23)

concentrações(11)

dakar teck(17)

destinos(2)

ética(10)

galeria de arte(11)

gastronomia e culinária(11)

histórias de motociclistas(17)

humor(23)

jogos(2)

legislação(5)

lendas do motociclismo(7)

lêr(10)

lisboa-dakar 2008(2)

loja das motos do cavalo alado(3)

luis torres 006(11)

marcas(35)

mecânica(5)

modalidades(1)

modelos(18)

moto gp 2007(30)

moto gp 2008-equipas e pilotos(8)

moto gp 2008-provas(16)

o grupo dog(2)

opinião(42)

os anjos(2)

os nossos panos(12)

ouvir(29)

poesia(22)

r.i.p.(2)

recados(132)

sabia que...(9)

segurânça(16)

spain tour(4)

tipos de motos(6)

vêr(22)

todas as tags

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Abril 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Weather Forecast | Weather Maps