Quinta-feira, 28 de Agosto de 2008

URAL

 

URAL (IMZ-URAL)

 

 

A história da Ural começa em 1939, no período pré Segunda Guerra Mundial e o respectivo planeamento da URSS. A União Soviética sabia que em breve iría para a guerra contra o Terceiro Reich alemão, Adolph Hitler, o ditador implacável da Alemanha nazi; apesar do Pacto Molotov-von Ribentoff.

 

 

Joseph Stalin ordenou aos militares que o poderio instalado, incluindo as forças de terra, para que se preparassem para defender a ‘pátria’ russa contra a invasão alemã pelos Panzers nas suas forças terrestres, com apoio das forças especiais. Tendo em vista os efeitos da ‘Blitzkrieg*’ contra o Exército polaco, a mobilidade foi colocada como de extrema importância!

 
R 71
 

(*) O termo Blitzkrieg é uma palavra alemã que tem como sigficado ‘guerra-relâmpago’, que foi uma doutrina militar a nível operacional que consistia em utilizar forças móveis em ataques rápidos e de surpresa, com o intuito de evitar que as forças inimigas tivessem tempo de organizar a defesa. Seus três elementos essenciais eram o efeito surpresa, a rapidez da manobra e a brutalidade do ataque, e seus objetivos principais tinham a desmoralização do inimigo e a desorganização de suas forças (paralisando seus centros de controle). O arquiteto desta estratégia militar foi o general Erich von Manstein.

 

Uma reunião foi realizada no Ministério da Defesa da URSS e o tema de discussão abordou um modelo de motocicleta que seria o mais adequado para o Exército Vermelho. O Exército Vermelho pretendia modernizar seus equipamentos após o termino do conflito militar com a Finlândia. As motocicletas utilizadas até então não funcionavam satisfatoriamente, apontando uma tecnologia ultrapassada e uma fabricação com qualidade que deixava muito a desejar.

A versão oficial diz que, após longa discussão, a motocicleta BMW R71 ficou colocada como um modelo mais próximo das exigências, e cinco unidades foram adquiridos secretamente através de intermediários suecos.

 

BMW R71

 

Os engenheiros soviéticos, em Moscovo, ocuparam-se a desmontar as referidas motocicletas, copiando o design da BMW em todos os seus detalhes, e se fizeram moldes e matrizes para produzir os seus próprios motores e câmbios em Moscovo.

 

Ural M72 K1

 

Tudo sobre a moto foi detalhado pelo pessoal da engenharia, e no início de 1941 o primeiro protótipo da motocicleta M-72 foi apresentada a Estaline, ocasião em que se tomou a decisão de as produzir. Aliás, um desses originais BMW ainda sobrevive e está em exposição no museu da fábrica.

 

 

Vale a pena lembrar que a Harley-Davidson também copiou o design BMW, entregando cerca de 1000 Harley-Davidson XA (modelo experimental do exército) com seus cilindros contrapostos para a participação dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial. Entretanto, no Japão, Riyushko foi designado a copiar os gêmeos em V da Harley-Davidson.

 

 

Uma outra versão plausível é a que declara o ‘vazamento’ de informações da fábrica da BMW oferecendo cópias dos desenhos e moldes. Como resultado do Pacto Molotov-von Ribentoff, as transferências de tecnologia tinham lugar para apoiar os ‘amigos’ soviéticos em diferentes áreas.

 

Projecto da BMW R71

 

Engenheiros soviéticos excursionaram por fábricas alemãs de aeronaves, e trouxeram de volta uma linha completa de canhões como amostras. O OPEL Kadett foi dado aos soviéticos imediatamente antes da guerra, no entanto, só começou a ser produzido em série no fim da guerra com o nome Moskvitch 400, agregando algumas modificações, como as quatro portas.

 

Moskvitch 400

 

Em 1941 começou a produção da série BMW R75, e descontinuou a produção da R71. Os soviéticos foram abastecidos com este modelo superado, o que se apresentava como uma boa idéia naquele momento.

 

R75 de 1941

 

Isso também explica por que razão os soviéticos acabaram por fazer uma cópia do sidecar Wehrmacht; e em breve uma fábrica criada em Moscovo produziria centenas do modelo russo M-72 com esse sidecar.

 

Ural M72

  

O Blitzkrieg nazi foi tão rápido e eficaz que os estrategas da União Soviética ficaram preocupados com a fragilidade aos bombardeiros alemães que a fábrica de Moscovo apresentava. Posto isso, a decisão foi tomada para mover a fabrica para uma posição mais ao leste, de forma a ficar fora do alcance militar. O local escolhido foi a pequena cidade comercial de Irbit, localizada à margem da grande estepe Siberiana, nas montanhas de Ural; cidade essa que tinha sido um importante centro comercial e palco de Feiras na Rússia, antes da Revolução de 1917.

 

percebeu onde fica Irbit?

 

O único edifício de dimensões substanciais na cidade era uma cervejaria que logo foi convertida no edifício R&D, o qual foi preparado para a construção de uma nova fabrica visando a produção maciça das motocicletas M-72.

 

Entrada principal da Fábrica da Ural em Irbit

 

Em 25 de outubro de 1942 o primeiro lote de motocicletas foram para a frente de batalha, e durante a Segunda Guerra Mundial se teve um total de 9.799 motocicletas M-72 entregues a luta, tanto à frente do destacamento de reconhecimento, bem como para o fortalecimento das tropas móveis.

 

Tropas soviéticas em Berlim 1945 equipadas com side-cars Ural no final da 2ª Guerra Mundial

 

Após a Segunda Guerra Mundial a fábrica foi ampliada e em 1950 foi entregue a motocicleta de numero 30000. Desde então, mais de 3,2 milhões de motocicletas foram produzidas, sendo a maioria com sidecar.

A história da ‘URAL’ tinha começado com a glória de ajudar a derrotar o terror dos exércitos de Hitler sobre os russos nos campos de batalha europeus. A ‘URAL’ foi construída apenas para uso militar até finais dos anos 1950, quando uma outra fábrica na Ucrânia (Dnepr) assumiu essa tarefa, e a Irbit Motorcycle Work (IMZ) se focou em desenvolver a construção de motos para consumo doméstico, onde se apresentou uma forma de grande popularidade junto ao povo russo, que na década de 1960 a produção total da fábrica foi transformada apenas para motocicletas de uso civil.

 

Esquema da Moto Dnepr

 

A história de exportações da URAL começa em 1953, primeiramente e principalmente para os países em desenvolvimento, e mais tarde, na década de 60, também se teve entregas para os países desenvolvidos (incluindo Austrália); e cada vez mais motocicletas URAL foram vistas nas estradas de todos os continentes. Filosoficamente a motocicleta URAL é uma combinação única de preço, estilo clássico com sidecar, ficando muito parecida com a moto do seu pai e ainda como a do seu avô.

 

Ural Modelo Solo de 2008

 

Hoje os principais produtos da fábrica são as motocicletas URAL com sidecar voltado para os serviços pesados, concebidas para o piso áspero russo. Existem muitos sitios na Rússia, onde apenas a URAL ou cavalos conseguem ir. As motocicletas URAL são equipadas com motores bicilindricos opostos de quatro tempos refrigerados a ar, caixa de quatro velocidades e marcha atrás, transmissão secundária por cardan embraiagem de dois discos a seco, amortecedores com molas travões de tambor. Todavia, os novos modelos ‘solo’ foram desenvolvidos para os mercados ocidentais e contam com mecanização refrigerada a água.

As motocicletas são vendidas principalmente para o mercado interno russo, mas já podemos encontrar modelos na Austrália, Portugal. Inglaterra, França, Holanda, Bélgica, Espanha, Grécia, Noruega, Finlândia, Suécia, Alemanha, Egito, Irão, República Sul-Africana, Brasil, Uruguai, Paraguai e numerosos outros países.

 

 

Ural Moto hoje ...

 

É PROIBIDO DEIXAR DE VÊR ESTE VIDEO!!!!
 

A IMZ-Montes Urais é o único grande fabricante russo de motocicletas e um dos poucos fabricantes de motocicletas com sidecar em todo o mundo. A IMZ-Montes Urais é um conglomerado de empresas que produzem e vendem motocicletas clássicas em combinações tanto ‘solo’, bem como com ‘sidecar’.

A fábrica foi fundada em 1941. Em Novembro de 1992, transformada em uma empresa de capital misto, a ‘Uralmoto Joint Stock Company’ sendo a formação de 40% pela privatização na gestão dos trabalhadores através de subvenção, 38% por leilão com a privatização vouchers (principalmente gestão e os trabalhadores também) e 22% mantidos pelo governo. Em Julho de 2000, a empresa foi re-organizada com a parte do governo redistribuída aos investidores.

No início de 1998, a empresa foi comprada pela iniciativa privada russa e já não é uma empresa estatal, trazendo novas idéias, novos investimentos, um novo modelo de gestão, novas técnicas de produção, novos design, implementação de tecnologia e, sobretudo, o controle de qualidade desde a entrada dos insumos, o durante produção, até o produto acabado.

IMZ deu uma nova vida a marca, com novos modelos e um motor que beneficia as exigências mínimas para a condução desportivas e de lazer para os tempos modernos. Embora a aparência externa do motor seja a mesma que a de antes, novas técnicas no controle de qualidade incidindo no preparo total do motor, forneceu melhores índices de tolerância na engenharia do produto, melhor qualidade na pintura e os cromados, embora mantendo a vantagem da continuidade com o equilíbrio da concepção dos motores horizontais de cilindros contrapostos roletados.

Um futuro brilhante para IMZ é esperado, pois esta vem constantemente buscando melhorias e qualidade, focando uma forma econômica de transporte divertido e de fácil manutenção.

 

A história está longe de ter terminado...

 

Como Trabalha hoje a Ural

 

 

Ural Tourist

 

Ural Patrol 2008

 

Ural Gear Up / Ural Ranger 2008

 

Ural Retro 2008

 

Ural Tourist 2008

 

Ural Tourist LX 2008

 

Ural Solo Wolf 2008

 

2008 Ural Solo

Ural Solo 2008

 

Ural Retro Solo 2008

 

 

tags:

publicado por Cavalo Alado às 22:38
link do post | comentar | favorito

Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30