Quinta-feira, 24 de Maio de 2007

MOTOS E LIBERDADE

Ou a Balada dos Vampiros?

 

O Mês de Abril chegou e com ele a recordação da liberdade politica conquistada há 32 anos. De facto, postas assim as coisas, estas duas linhas bastariam para dizer tudo, mas infelizmente assim não é. Se grupo social tem vindo a ser, constantemente, descriminado não só por alguns sectores da sociedade, como pelos sucessivos poderes políticos responsáveis pelos destinos da nação nestas mais de três décadas de “Democracia”, têm sido os motociclistas portugueses. Legislação incipiente, mal aplicada, inexistente, abusiva, desproporcionada, discriminatória e sectária, fazem com que, juntando às normais dificuldades inerentes à prática do motociclismo, o poder público, utilize os motociclistas como bode expiatório de tantas asneiras governamentais praticadas por si próprio. Na verdade, o Cavalo de Ferro, conseguiu apurar de fonte fidedigna, há já alguns meses, que o actual governo se prepara para introduzir um novo regime de Imposto automóvel (IA) abrangendo pesadamente os motociclos. Só agora este jornal achou por conveniente denunciar a situação, pois, ao contrário de outros órgãos de comunicação, da especialidade e de nível nacional, aos quais foi pedida contenção sobre a divulgação da noticia, por se entender ser a melhor estratégia para que as associações e entidades que estavam em negociações com o governo, com o objectivo de resolver a questão pudessem vir a ter sucesso, o Cavalo de Ferro respeitou o compromisso que de resto não assumira, deixando de lado a exclusividade de ser o primeiro órgão a noticiar o tema, pois o nosso interesse, mais do que aumentar tiragens é prestar informação séria e cuidada aos motociclistas sem excepção. Será que tais atitudes tão pouco éticas por parte de alguns desses órgãos de informação, se prendem com um apoio encapotado e à custa dos motociclistas a um governo que ainda não olhou para as estradas nacionais sem ser com o objectivo da perseguição e caça à multa como todos temos vindo a constatar? De facto parece-nos que com este estado de coisas não se faz Abril…

Abril para os portugueses é sinónimo de liberdade, democracia, justiça e igualdade. Ao sermos chamados, todos os anos, a pagar o Imposto Municipal de Circulação, vulgo SELO, é facilmente constatamos a liberdade com que o governo, de forma pouco democrática, isto é sem nos ouvir, injustamente e sem explicação, nos trata em relação a outros condutores e contribuintes. De facto, caros companheiros, fácil é ver que estes senhores vestem de vampiros, não tendo pudor em sugar de qualquer forma os já mirrados corpos dos motociclistas portugueses. Mas meus amigos há sempre forma de dar caça a estas aberrações, se mais não seja com uma estaca, não espetada no coração, pois sabemos que o não têm, mas no sitio onde mais lhes dói…nas urnas!

 

Boas curvas para todos!

TUDO PELO MOTOCICLISMO!!

Alfredo Nobre in ''Cavalo de Ferro'' Jornal Cinco Quinas, Sabugal Abril de 2007


publicado por Cavalo Alado às 18:17
link do post | comentar | favorito

Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30