Domingo, 23 de Setembro de 2007

MANTEIGAS

Desta vez o Grupo Motard eleito para figurar nesta rúbrica é o "grupo Motard "Montes Herminios"  sediados no Concelho de Manteigas, o qual irá organizar pela 4ª vez o seu Motomagusto durante os dias 6 e 7 de Outubro. A todos os que se desloquem a Manteigas desejos de boas curvas...aos "Montes Herminios" votos de muito exito para a realização do vosso 4º Motomagusto!!!

000dq3s8

 

 

MANTEIGAS

HISTÓRIA

Parque NaturalUm tempo de montanha, neve e bem-estar, escalado pela luz dourada da altitude, nas Penhas e nos Cântaros, pelo verde dos lameiros e dos cervunais, pelo jorro das virtudes termais e pelas cascatas e rios truteiros que descem no berço de antigos glaciares, convidando ao repouso em Covões de nomes mágicos e aos passeios pelos méritos da Natureza no Parque Natural da Serra da Estrela.

Típica povoação de montanha, a 700 metros de altitude, recolhida no belíssimo vale glaciar do rio Zêzere, todo ele verde, com muitas casas e igrejas caiadas de branco e, em muitos dias, de neve. O rio passa veloz, num leito rugoso de granito, rodeado de lameiros, onde nasce o milho, cresce o pasto e rebanhos de ovelhas bordaleiras. O casario povoa, com ruas de ar antigo, toda a meia encosta da margem esquerda do Zêzere, ao longo de um anfiteatro semi-circular que o rio desenha.

A história de Manteigas data a épocas anteriores à Era Cristã, sendo o seu primeiro foral de 1188, atribuído pelo Rei D. Sancho I. Sinais evidentes do passado são as Igrejas de Santa Maria, São Pedro e da Misericórdia, o solar da Casa das Obras, as tecelagens de colchas e tapetes, em tear manual que pode ser visto ao vivo no Centro de Artesanato, as típicas casacas de pastor, as cocharras e as esculturas em madeira, a latoaria e os trabalhos em carneira ou em granito. Outros sabores do passado e da Serra provam-se no cabrito assado, no cozido à Serrana, na feijoada, nas trutas, nos enchidos, no requeijão, no queijo da Serra, nos bolos de leite e de Crista, ou nas cavacas e nas queijadas.

Das Penhas Douradas ao Poço do Inferno... descobrindo o vale do Mondego

cascatasPrimeiro a subir até às Penhas Douradas, ao Vale do Rossim e ao Mondeguinho. Depois a descer do vale do Mondego para o vale do Zêzere até às cascatas do Poço do Inferno, ouvindo o silêncio e o cântico das paisagens.

Ao sair de Manteigas, pela Rua Dr. Afonso Costa, cruze a ribeira de Santo André, passe junto ao campo de futebol e continue a subir pela estrada florestal da Carvalheira, rodeada de carvalhos, castanheiros e altivas pseudotsugas, até chegar à EN 232. Aqui pare um pouco. Este local, conhecido pela Curva Bonita, oferece um belo panorama de Manteigas e do vale superior do Zêzere. Depois da fonte, à esquerda, vê-se o Observatório Meteorológico, construído em 1882 para estudo e previsão do clima de montanha.

Continue pela EN 232 até à Pousada de S. Lourenço, a 1285 metros de altitude e daí para as Penhas Douradas, magnífica estância de férias de montanha, a 1475 metros de altitude.

Repare nas casas de montanha de telhados pontiagudos e de cores vivas que contrastam com o branco da neve, o verde dos pinheiros silvestres e o cinzento escuro dos fragões. Das Penhas Douradas vá até Vale das Éguas, local planáltico onde existiu um campo de melhoramento de pastagens.

Regresse às Penhas e siga até à Albufeira da Barragem do Vale do Rossim, onde a neve, o gelo, o granito e a água se misturam no Inverno e se enche de prazeres aquáticos durante o Verão. Aqui existe um restaurante e um novo Parque de Campismo.

Regresse à E.N.232, volte à esquerda e vá até ao Mondeguinho; fonte e nascente de um dos maiores rios portugueses - o Mondego. Voltando à Pousada de S. Lourenço desça por uma estrada de terra, à esquerda, quase em frente à Pousada e acessível a veículos ligeiros. São três quilómetros até encontrar o alcatrão no cruzamento da Cruz das Jogadas. Aproveite e repouse o olhar na nova paisagem de xisto que rodeia o verdejante Vale Direito, ou na frondosa mata de Carvalhos, em frente. Depois, volte à esquerda e continue a descer ao longo das encostas suaves e onduladas de urzes e zimbros até chegar aos meandros rápidos do vale do Mondego e à Capela de N.ª Sr.ª do Carmo e ao idílico Covão da Ponte - um sítio que ninguém esquece. Volte ao cruzamento da Cruz das Jogadas e continue, em frente, através da Mata de S. Lourenço e dos panoramas profundos do vale da Ribeira de Pandil que desagua numa impressionante cascata de socalcos e lameiros no vale do Zêzere. Aceite o convite e siga até Sameiro sempre a acompanhar as águas truteiras do Zêzere e uma bela caravana de prados verdes.

De volta a Manteigas, atravesse o Zêzere na ponte de S. Gabriel e continue até às Caldas de Manteigas, com a vila do outro lado do rio. Siga para o Poço do Inferno, subindo a encosta frondosa da Mata dos Carvalhais. Por fim, deslumbre-se com a bela queda d’água do Poço do Inferno que se situa na estreita garganta da Ribeira de Leandres, cujo leito percorre a linha de união do granito com o xisto.

Duração: 1 dia. Distância Total: 76 Kms

As caldas de Manteigas

Estância hidro-terápica de águas sulfuro-sódicas, indicadas para o tratamento de reumatismos, dermatoses e das vias respiratórias. Nas termas existem duas nascentes - a Fonte Quente, com água a 42º C, e a Fonte Santa com águas a 19º C. A época termal decorre de 1 de Maio a 30 de Outubro. O Balneário Termal, moderno e com piscina termal, tem hotel e campos de ténis.

Até à Torre e aos Cântaros

Das emoções do esqui e da neve, aos passeios a pé e a vida ao ar livre no Covão d’Ametade, a ver nascer o rio Zêzere.

Partindo de Manteigas pela EN 338, cruze o rio Zêzere na ponte junto às Caldas de Manteigas. Visite o viveiro das trutas e repare na mata que envolve a estrada, nos pequenos pastos e nas casas de pedra, com telhados de palha de centeio e giesta, junto ao rio.

De um lado e de outro as vertentes abruptas, sulcadas por cascatas, riachos velozes e fontes caudalosas, das quais se destaca a Fonte de Paulo Luís Martins. À direita, o Covão de Albergaria e adiante o Covão d’Ametade, antiga lagoa de origem glaciar, aos pés do maciço do Cântaro Magro, onde nasce o rio Zêzere. Aqui é permitido o campismo, respeitando a sensibilidade do local que é todo ele revestido por relvados naturais (cervunais).

Mais acima pare no miradouro sobre o vale do Zêzere, formado durante a glaciação Wurmiana que terminou à 20.000 anos.

Passada a curva de acesso aos Poios Brancos e ao Planalto da Serra de Baixo, olhe para a direita e veja os rochedos dos Cântaros - o Gordo, o Magro e o Raso, da direita para a esquerda. Depois surge a Nave de Santo António que é uma planície arenosa, a 1550 metros, originada por uma antiga lagoa glaciária.

No cruzamento com a EN 339, volte à direita, para a Torre. No Covão do Boi repare no monumento a N.ª Sr.ª da Boa Estrela, baixo relevo esculpido na rocha por António Duarte, com mais de 7 metros de altura.

Mais acima, eleva-se, à direita, o Cântaro Raso e a seguir, o pitoresco rochedo do Cântaro Magro - um dos símbolos naturais da Serra. O Cântaro Gordo situa-se junto ao cruzamento para a Torre, onde em 1817 D. João VI mandou levantar uma torre de 7 metros para completar os 2.000 metros de altitude. As pistas de esqui da Torre, situam-se à direita, para Norte, dispondo de quatro telesquis e uma telecadeira.

Posto de Turismo de Manteigas
Rua Dr. Esteves de Carvalho, n.º 2
6260-144 Manteigas
Tel./Fax: 275 981 129

 

 

O Concelho de Manteigas, está integrado na vasta área da Cordilheira Central e especificamente na Beira Interior Norte, em pleno Coração da Serra da Estrela, totalmente incluído no Parque Natural da Serra da Estrela.

É o Concelho mais pequeno do Distrito da Guarda, com uma área de 12.659 hectares (Sameiro - 2.104; Santa Maria - 2.554; São Pedro - 6.301 e Vale de Amoreira - 1.700), delimitado pelos Concelhos da Guarda, Covilhã, Gouveia e Seia.

Por si só, constitui uma zona privilegiada dadas as condições naturais, ecológicas e paisagísticas que deslumbram os naturais e visitantes.

Manteigas, apresenta sob o ponto de vista morfológico três unidades distintas que compreendem a área planáltica, o Vale do Rio Zêzere e as Zonas xistosas do nordeste. Grande parte do território Concelhio é ocupado por matas e "incultos", e nas zonas florestadas predomina entre outras o pinheiro bravo, o castanheiro e o pseudotesuga.

000drb1q

Ver Slideshow

GASTRONOMIA

No coração do maciço montanhoso da Serra da Estrela, a pequena vila de Manteigas, para além da sua indústria têxtil, tem vindo a dar cada vez maior atenção ao turismo, pois a Serra é cada vez mais escolhida como destino de férias e excursões.

O concelho é bastante pequeno mas gaba-se de uma imensa beleza natural, com as formações rochosas esculpidas por antigos glaciares, a atmosfera saudável e amena das Penhas Douradas, a Torre (a pequena construção em pedra que assinala o ponto mais alto de Portugal, a quase 2000 metros de altura), e o deslumbrante e romântico Poço do Inferno, no desfiladeiro do rio Leandros, com uma formosa cascata que muitas vezes se transforma em gelo durante o Inverno.

Os têxteis são importantes para o concelho, pois as encostas da montanha pouco mais proporcionam à população local do que pastagens para os rebanhos de ovelhas, factor transformado em riqueza: estas fornecem a lã necessária para a indústria e o leite para o famoso queijo da Serra.

Perto de Manteigas, a Pousada de São Lourenço constitui o local ideal para quem procura uns dias de repouso e tranquilidade, além de oferecer aos visitantes a possibilidade de apreciar alguns dos pratos típicos da região, como a saborosa sopa de feijão vermelho e couve e truta em marinada de cebola.

000axwx6

MENU

Entradas: Enchidos regionais cozidos, Queijo da Serra

Sopas:  Sopa de Castanhas com Lombo de Porco

Peixes: Trutas à Moda de Manteigas, Peixinhos do Rio,

Carnes: Cabrito no churrasco, Entrecosto à Beira, Feijoca à Serrana

Sobremesas: Tigeladas, Requeijão, Bolos de leite e de Crista, Cavacas e Queijadas.

Sopa de castanhas com Lombo de Porco

Ingredientes:

300 g de lombo de porco

200 g de cebola

3 dentes de alho

300 g de batata

150 g de cenoura

0,5 kg de castanha pilada (seca)

sal q.b

2 dl de azeite

50 g de arroz

Preparação:

Refogue a cebola e o alho picados, com a carne cortada aos cubos. Tempere com o sal e metade do azeite. Em seguida, acrescente água, até cozer a carne. Quando estiver cozida, junte as batatas cortadas aos quadrados, deixando-as cozer  até quase se desfazerem. Junte a cenoura aos quadrados, as castanhas, o arroz, o resto do azeite e deixe cozer.

Trutas à Moda de Manteigas

As Trutas à Moda de Manteigas surgiram quando os pastores desta Região apanhavam, nas águas do Rio Zêzere, belíssimas trutas, preparando-as de seguida, enquanto guardavam o seu rebanho.

Ingredientes:

Trutas

Leite

Manteiga

Salsa

Farinha

Sal e Pimenta

VINHO

terras de cabral(tinto)

Vinho tinto de cor vermelho violeta, ligeiramente acastanhada, aroma e sabor a frutos maduros com ligeiras “nuances” de baunilha resultante do seu estágio em madeira de carvalho francês.

Tipo

D.O.C./V.P.Q.R.D.

 

Castas utilizadas

Rufete, Jaen e Periquita

 

Decantação

Estática a 16º

 

Fermentação alcoólica

25 a 26 dias, com uma temperatura de 25º

 

Fermentação malolática

Realiza-se após a fermentação alcoólica

 

Precipitação tartárica

Pode aparecer sedimentos, uma vez que estes vinhos, dada a sua elevada qualidade, não sofrem qualquer estabilização pelo frio.

 

Engarrafamento

Após estagiar durante 6 meses em cascos (barricas) de carvalho, este vinho permaneceu, após engarrafamento, 9 meses em estágio de garrafa.

 

Grau alcoólico

12,0% vol.

RESTAURANTES

Albergaria Berne

Restaurante Regional

Quinta de Santo António
6260-191 Manteigas
Tel.(+351) 27598135

Lusopizza

Comida Regional Portuguesa Italiana

R. Dr. Sobral 15/7

6260-184 Manteigas

Pousada de São Lourenço

Cozinha Regional

Penhas Douradas - 6260-200 Manteigas
Telefone: (+351) 275.980.050 | Fax: (+351) 275.982.453
Refeição média: 20.00 EUR; abre todos os dias

Restaurante Alfátima

Estrada da Lapa
6260-014 Manteigas
Manteigas

Tel.(+351) 275982930 - 964486321

Fax.275982930

Restaurante Valhecuda

Praça Dr. José Castro, 1
6300-235 Valhelhas
Manteigas

Telf.(+351) 275487123

Restaurante O Abrigo

Bº. Alardo
6260-023 Manteigas

Luís Saraiva Grilo

R. Dr. Sobral

6260-184 Manteigas

Casa Serra

R. Dr. José e G Carvalho

6260-144 Manteigas

António P Alves Melo

R. Fonte St. Manteigas

6260-013 Manteigas

A Cascata - Café Restaurante, Lda.

R. 1º Maio

6260-101 Manteigas

ZÉ Batata

R. Dr. Afonso Costa

6260-105 Manteigas

O Trenó

Qt. St. António

6260-191 Manteigas

O Olival

E.n. 232

6260-162 Manteigas

Bar Dom Pastor 

Tv. SÁ Bandeira

6260-013 Manteigas 


publicado por Cavalo Alado às 21:10
link do post | comentar | favorito

Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30