Quinta-feira, 2 de Outubro de 2008

ÓLEO

 

 

 

Já reparou que o óleo do motor é que faz o motor funcionar mais livremente e sem sobreaquecer tanto. O óleo lubrificante tem a função, entre outras (limpar, lubrificar etc.) de arrefecer o motor em conjunto com o radiador ou com o vento nas motos sem o equipamento (radiador)
Se quer prolongar a vida útil do seu motor não se esqueça de verificar diariamente o estado (a viscosidade e se não foi contaminado com água) e o nível do óleo. Estas condições do lubrificante dependem, muitas vezes, de factores que nunca são referidos pelos fabricantes.
 
Esquema de um carter a óleo
 
A lubrificação consiste basicamente na interposição de uma substância que evite ou diminua o contacto entre as peças para diminuir o atrito de maneira a proteger e prolongar a vida do motor. Com a passagem dos óleos minerais para os sintéticos os prazos para a sua substituição são cada vez mais espaçados (não deve ser usado óleo sintético numa moto que não teve o motor desenvolvido para este tipo de óleo pois vai baixar muito -queimar depressa- e tornar-se mais dispendiosa), no caso das motocicletas aconselha-se fazer a troca como se fosse um óleo mineral.
 
       
Óleo sintético e óleo mineral
 
No entanto essa recomendação normalmente feita pelo fabricante da moto não leva em conta o impacto das condições atmosféricas (dia quente etc) e da condução (uso intenso, caso dos estafetas), sobre o tempo de vida do óleo. Por exemplo, sabia que muitas propriedades dos óleos podem ficar alteradas se este for contaminado pelo combustível, por água ou mesmo por gases de escape? Isso é o que se passa em viagens muito curtas, em que a temperatura do motor permanece baixa. Nesse caso a condensação que se forma no cárter não chega a evaporar.
As impurezas existentes no ar como areias e poeiras, acompanham o ar aspirado e chegam ao motor se não mantivermos o filtro limpo. Quando essas impurezas, juntamente com os gases, entram no cárter e passam a circular no óleo, provocam rapidamente o aumento do desgaste de várias peças do motor.
Filtros de Óleo para Motos
 
As recomendações do fabricante em relação aos intervalos para troca do óleo baseiam-se em condições ideais de condução. Estas correspondem quase sempre a viagens longas em auto-estrada. Por isso as viagens mais curtas exigem um intervalo menor entre cada troca de óleo.
 
O motor da sua moto durará mais se forem observados os intervalos mais curtos nos seguintes casos;
 
Se fizer viagens curtas (inferiores a 15 Km);
Se conduzir em estradas com muita areia ou poeiras;
Se o ar frio impedir o motor aquecer totalmente até alcançar uma temperatura normal de funcionamento, ou se o motor trabalhar em condições severas.
 
Segundo algumas estatísticas, a maioria dos motociclistas conduzem nessas condições e por isso recomendamos que mude o óleo da sua moto com menor intervalo entre as mudas.
 
Normalmente o consumo de óleo é afectado pelos seguintes factores:
 
Potência
Estado de manutenção do motor (filtro de ar sujo etc.)
Temperatura que o óleo atinge e viscosidade do óleo à temperatura normal de trabalho.

 
Conselhos úteis
 
Siga sempre as instruções do manual da sua moto. Neste caso a fabricante tem sempre razão. Você é que não tem se por qualquer motivo tiver problemas com um óleo do tipo não recomendado.
 
Para saber o prazo de troca siga também as instruções do manual, do proprietário, mas não se esqueça de que há sempre dois tipos de prazo, um para o uso normal e outro para condições de uso severas.
 

 

tags:

publicado por Cavalo Alado às 03:03
link do post | comentar | favorito

Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30